Domingo, 23 de abril de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Com a palavra... | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
La Niña chegou ao fim e El Niño pode voltar ainda em 2017  

06/03/2017 - O fenômeno La Niña, marcado pelo resfriamento das águas do Oceano Pacífico Equatorial, já chegou ao fim. De acordo com apresentação do National Oceanic & Atmospheric Administration (NOAA), departamento norte-americano de meteorologia e oceanografia, somente os meses de novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017 foram considerados sob influência do La Niña. Sendo assim, desde fevereiro deste ano o Oceano Pacífico está em fase de neutralidade. O fim do La Niña foi confirmado pelo NOAA na última semana de fevereiro.

Com fraca intensidade, o fenômeno influenciou a agricultura muito menos do que se esperava. A meteorologista Juliana Resende, da Somar Meteorologia, prevê que o padrão de neutralidade deve permanecer inalterado até o segundo semestre de 2017. Mesmo assim, algumas as simulações numéricas indicam que as temperaturas podem fica acima da média nos próximos meses. Isso pode sinalizar o retorno do El Niño, fenômeno climático que acontece a partir do aquecimento das águas do Oceano Pacífico Equatorial. "Os centros [de meteorologia] australianos já estão apostando que o fenômeno El Niño possa ocorrer ainda em 2017, a partir do segundo semestre", diz Juliana.


O retorno do El Niño

Assim como aconteceu com o La Niña, a chegada do El Niño divide opiniões entre os meteorologistas. De acordo com alguns centros internacionais, existe a possibilidade de retorno do fenômeno El Niño ainda em 2017 porque as temperaturas do Pacífico Equatorial estão altas. Mas, a meteorologista da Somar Meteorologia explica que, enquanto isso, outros centros de meteorologia e oceanografia seguem apostando na manutenção da neutralidade do Oceano Pacífico.


Neutralidade no Oceano Pacífico

Segundo a meteorologista, a condição de neutralidade deve beneficiar a produção agrícola nos próximos meses. No Brasil, as condições climáticas devem estar dentro da média climatológica, levando em consideração a sazonalidade. "Como já é esperado para a época do ano, as chuvas devem diminuir gradualmente no Brasil, junto com o declínio das temperaturas", afirma Juliana Resende.

Nessas condições, a segunda safra do milho tem boas estimativas de produção nesse ano e o solo foi beneficiado pelas precipitações dos últimos meses. "As chuvas frequentes na maior parte do país garantiram bons níveis de umidade na maior parte das regiões produtoras de milho", explica Juliana, da Somar Meteorologia.

Com a neutralidade, a tendência para os próximos meses é de diminuição das chuvas, principalmente nos estados localizados no região central do país. Essas condições climáticas devem favorecer o cultivo de grãos, pois não haverá a interrupção repentina das chuvas como ocorreu no ano passado.


Previsão do tempo para março


Na próxima semana, boa parte do Brasil receberá pancadas de chuva de forma intensa. As regiões Centro-Oeste, Sudeste e São Paulo é onde devem se concentrar os maiores volumes de chuva. Na semana seguinte, com início no dia 12 de março, as chuvas diminuem de intensidade na maior parte das regiões produtoras do centro do país. Porém, apenas no Rio Grande do Sul e norte do Mato Grosso ainda deve chover de forma intensa, o que garante altos índices de umidade do solo nessas áreas. "Até o final do mês de março, as chuvas seguem com menor intensidade entre o sul do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, oeste de São Paulo e Minas Gerais. Já a região Sul do Brasil e a região norte do Mato Grosso seguem com chuvas de intensidade moderada, e garantem altos níveis de umidade do solo", diz Juliana.

03/03/17
Naiara Araújo
Fonte: SFAgro
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/04/17 - Soja tem segundo dia consecutivo de altas em Chicago nesta 5ª feira e vê suporte na demanda
  - Governo fará novos leilões de milho
  - Dólar sobe e volta ao patamar de R$3,15 com cautela dos investidores
  - Governo apoiará produtor de milho com R$800 mi; visa sustentar preços
  - Para banco, queda de preços das commodities não é debilidade da economia mundial
  - Lavoura de feijão tem bom desenvolvimento
  - Saúde e Segurança: Você sabe como elaborar um sistema de proteção contra quedas?
  - Prévia da inflação de 0,21% é a menor para abril desde 2006
  - Colheita de milho do Brasil deve atingir 93,2 mi t, com "safrinha" acima de 60 mi t, diz pesquisa
  - Indústria abre 1,3 mil vagas de trabalho em março na região
  - Brasil fecha 63,6 mil vagas de trabalho com carteira assinada em março
  - Reservatórios do Nordeste operam com volume de 22,2%
  - Clima atrasa plantio de milho nos EUA
19/04/17 - Petrobras critica plano do Brasil para biocombustíveis após vender usinas de etanol
  - Nível de umidade no solo beneficia lavoura de café
  - Chuva no BR até o começo de maio de 2017
  - Chuvas de monções da Índia devem ficar dentro da média em 2017, diz agência
18/04/17 - Umidade no solo favorece lavouras de 2° safra
17/04/17 - Pesquisadores isolam bactéria que produz plástico a partir do metano
13/04/17 - Biodiesel representa menos poluição e mais economia
  - Serviço de meteorologia dos EUA vê chance maior de El Niño neste ano
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
La Niña chegou ao fim e El Niño pode voltar ainda em 2017
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/