Sábado, 24 de fevereiro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Nível de umidade sobe nos campos de algodão  

17/03/2017 - Áreas de instabilidade podem ser observadas sobre grande parte da região central do Brasil, e o tempo fica instável com previsão para pancadas de chuvas, principalmente no período da tarde e noite.

Os próximos dias serão marcados pela elevação dos níveis de umidade do solo em quase todas as localidades das regiões produtoras de milho e algodão das regiões Sudeste, Centro-Oeste, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Com o corredor de umidade da Amazônia posicionado mais ao norte do País nestes próximos dias, Rio Grande do Sul e Santa Catarina deverão ter um tempo mais estável e sem chuva, sendo que as chuvas só deverão retornar a essas localidades no final do mês de março. Esse tempo mais "seco" nos dois estados do Sul permitirá o avanço da colheita do arroz, milho e soja, mantendo em alta os índices de produtividade.

Na faixa central e norte do país, mesmo com a previsão de chuva neste último fim de semana do verão as condições se mantém favoráveis à realização dos tratos culturais e da colheita da soja e da cana de açúcar. Vale lembrar, que não se pode descartar paralisações momentâneas nestas atividades, mas sem risco para a produtividade e qualidade.

No Sul, com o avanço de uma massa de ar polar as temperaturas mínimas se manterão mais baixas em grande parte da região, sem nenhum risco para ocorrência de geadas ou qualquer outro tipo de dano às lavouras, até porque, apenas na região de fronteira com o Uruguai é que as temperaturas ficarão um pouco mais baixas, mas mesmo assim, próxima dos 10°C.

Os modelos de previsão mostram uma tendência que a segunda quinzena de março e começo de abril serão marcadas por pancadas de chuva mais regulares e, até mesmo em bons volumes sobre todas as regiões produtoras do Centro-Oeste, Sudeste, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Com isso, os níveis de umidade do solo continuarão em patamares razoáveis, permitindo que as plantas encontrem condições razoáveis ao seu desenvolvimento.

E, mesmo com a previsão para pancadas de chuva, a colheita da cana de açúcar que já se iniciou em diversas localidades do Centro-Sul do Brasil não terá problemas, apenas podendo manter os níveis de ATR ainda mais baixos, por conta de uma umidade mais elevada nesse período.


Fonte: Climatempo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
23/02/18 - Centro-Sul processa 574,05 mil t na 1ª quinzena de fevereiro (-37,04% ante 2016/17)
  - Após período de estiagem, chuva retorna à Argentina
  - Unica: Venda de hidratado cresce 33% na primeira quinzena de fevereiro, para 614,3 mi de litros
  - Desembolsos agrícolas em Minas atingem R$ 13,4 bilhões na safra 17/18
  - CBOT: mercado de grãos tende a abrir em alta com expectativa de colheita menor nos EUA
  - Como o volume de produção pode impactar os preços do açúcar no mercado asiático?
  - Grupo Nova Aralco organiza encontro com fornecedores de cana
  - Início de safra será um pouco mais alcooleiro com preços razoáveis
  - Segurança alimentar e força da agricultura marcam discursos da posse de Tereza Cristina
22/02/18 - Tempo seco no Rio Grande do Sul pode prejudicar produção de soja
  - Soja: Após altas consecutivas, mercado em Chicago toma fôlego nesta manhã de 5ª na CBOT
  - Tempo: Alerta de altos acumulados nesta 5ª sobre áreas do Centro-Oeste e Matopiba; chuvas diminuem
  sobre o Sudeste
21/02/18 - Chuva compromete qualidade dos grãos em MT
20/02/18 - Tempo: Alerta de tempestades, com acumulados diários de até 100 mm, em MS, PR, SC, RS e SP nesta 3ª
  - Mar subirá 20 cm a cada 5 anos de atraso para reverter aquecimento global
19/02/18 - Geopolítica e tecnologia
16/02/18 - Plataforma otimiza uso de recursos hídricos em bacias hidrográficas
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Nível de umidade sobe nos campos de algodão
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/