Sexta-feira, 24 de novembro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Dólar sobe ante real com temor de exportação afetada no Brasil pela Carne Fraca  

20/03/2017 - O dólar operava em leve alta ante o real nesta segunda-feira, com investidores cautelosos com a possibilidade de entrada de menos recursos no país por conta de exportações menores em decorrência da operação Carne Fraca, que desvendou fraude em fiscalizações sanitárias de carnes.

Às 10:24, o dólar avançava 0,22 por cento, a 3,1075 reais na venda, depois de ter recuado 0,47 por cento no pregão passado. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,40 por cento.

"A exportação de carne é relevante na balança comercial e países já embargaram o produto brasileiro", afirmou o operador da mesa de câmbio do banco Ourinvest Bruno Foresti.

Ele referia-se à Coreia do Sul, que barrou temporariamente as vendas de produtos da BRF e anunciou que vai intensificar a fiscalização da carne de frango importada do Brasil. Além disso, a Comissão Europeia informou mais cedo que todas as empresas envolvidas no escândalo terão acesso negado ao mercado da União Europeia.

E, segundo uma fonte ouvida pela Reuters, a China também suspendeu temporariamente as importações de carne brasileira após o escândalo.

Na sexta-feira, a Polícia Federal lançou operação para desarticular uma organização criminosa envolvendo fiscais agropecuários federais e cerca de 40 empresas, entre elas as gigantes JBS e BRF, com fraudes na fiscalização sanitária de carnes, escândalo que traz preocupação aos consumidores domésticos e ameaça o status do Brasil como grande exportador.

As exportações de carnes do Brasil (bovina, suína e de frango) subiram de cerca de 2 bilhões de dólares em 2000 para aproximadamente 14 bilhões de dólares no ano passado.

"Há ainda preocupação de que o esquema ainda atinja políticos, em mais um temor sobre o andamento das reformas no Congresso Nacional", acrescentou Foresti.

O mercado financeiro estava cauteloso também pelo cenário político, já abalado pela lista do procurado-geral da República, Rodrigo Janot, entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada com pedidos de abertura de inquérito contra políticos da base e ministros do presidente Michel Temer.

O medo é de que votações importantes sejam afetadas no Congresso Nacional, com destaque para a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas em ordem.

No exterior, o dólar exibia leves oscilações ante uma cesta de moedas. O clima era de cautela depois da decisão do G20 de retirar a promessa para evitar o protecionismo comercial, concordando com o protecionismo cada vez maior dos Estados Unidos.

O Banco Central brasileiro realiza nesta sessão novo leilão de até 10 mil swaps tradicionais --equivalente à venda futura de dólares --para rolagem dos contratos de fevereiro.

Claudia Violante
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
24/11/17 - Sauditas devem disputar mercado de petróleo após IPO da Aramco, diz JP Morgan
  - Rússia segue como maior fornecedor de petróleo da China pelo 8° mês
  - Dólar tem correção e sobe ante real após 5 sessões
  - Preços do açúcar em Londres têm mais um dia de valorização
  - Estoques baixos puxam etanol na usina antes da entressafra, mas perda de competitividade com
  gasolina, mesmo em alta, preocupa
  - Empresas da China, Índia e Irã conversam sobre refinaria de até US$10 bi no país
  - Soja volta do feriado nos EUA operando com leves quedas em Chicago nesta 6ª feira
  - Dólar fecha 3ª semana de queda e vai a R$3,23, com maior otimismo sobre Previdência
  - Ecorodovias diz que caixa está robusto e perfil de dívida está confortável
  - Endividamento das famílias cai a 41,4% em setembro, revela BC
  - Macro/Cepea: Agronegócio produz mais a preço menor e ajuda no controle da inflação
23/11/17 - Dólar tem viés de alta com ajustes e Previdência no radar
  - Setor externo tem déficit de US$ 343 milhões em outubro, diz Banco Central
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Dólar sobe ante real com temor de exportação afetada no Brasil pela Carne Fraca
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/