Sábado, 24 de fevereiro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Grande parte das usinas canavieiras não está pronta para as exigências da lei do enlonamento  

18/04/2017 - A partir do dia 1º de junho deste ano será proibido que caminhões canavieiros trafeguem em rodovias municipais, estaduais e federais sem que as cargas de cana "in natura" estejam cobertas. A resolução 618 do Conselho Nacional de trânsito (Contran) já era para ter entrado em vigor desde 2016, mas entidades do setor solicitaram adiamento da data, argumentando que não havia tempo hábil para inserir dispositivos que facilitem a colocação das lonas ou telas nas mais de 23 mil gaiolas em circulação no país.

Porém, agora não tem mais conversa. O consultor Luiz Nitsch, com informações do próprio Contran, afirma que não haverá mais prorrogações, sendo que o veículo poderá até mesmo ser apreendido se pego trafegando sem a cobertura a partir de junho. "Resta muito pouco tempo para adequação e muita carga para cobrir. Dessa forma, é importante que as usinas comecem a se mexer a fim de evitar transtornos futuros", alertou Nitsch em sua palestra no 19° Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-Açúcar, realizado pelo Grupo IDEA, nos dias 29 e 30 de março, em Ribeirão Preto, SP.

Já existem no mercado várias alternativas para o enlonamento da carga canavieira, sendo que muitas usinas desenvolveram soluções caseiras. De acordo com Nitsch, para a instalação do acessório, é imperativo que a caixa de carga esteja com suas laterais e painéis anterior e posterior alinhados e simétricos, caso contrário, o mecanismo que movimenta a lona de cobertura não funcionará adequadamente. Este acessório é composto de um par de alavancas levantadoras, acionado por um mecanismo manual, elétrico ou pneumático. "Em minha opinião, o mecanismo manual, além de ser mais barato, tende a ser mais confiável."


Cana inteira

A resolução 618, porém, é vaga com relação à modalidade de transporte de cana inteira, sistema adotado por muitas usinas e fornecedores. De acordo com Nitsch, a lona, feita de polietileno, não será viável neste caso, pois irá ser furada pelas pontas e pés da cana. "É garantido que cordas tensionadas através de catracas manuais consigam manter a carga coesa e sem quedas nas estradas. Atualmente, organizações canavieiras estão tratando deste assunto junto ao Contran, sendo que devemos conseguir, em breve, mais informações quanto a essa modalidade de transporte."

17/04/17
Fonte: CanaOnline
Texto extraído do portal Idea Online
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
23/02/18 - Como o volume de produção pode impactar os preços do açúcar no mercado asiático?
  - Grupo Nova Aralco organiza encontro com fornecedores de cana
  - Início de safra será um pouco mais alcooleiro com preços razoáveis
  - Centro-Sul processa 574,05 mil t na 1ª quinzena de fevereiro (-37,04% ante 2016/17)
  - Unica: Venda de hidratado cresce 33% na primeira quinzena de fevereiro, para 614,3 mi de litros
  - Processo de eletrificação dos automóveis pode matar empresas, diz presidente da PSA
22/02/18 - Energias renováveis; em prol de um futuro sustentável
  - Financiamentos de veículos novos crescem 20,4% em janeiro, diz B3
  - Ministro diz que Rota 2030 será anunciado neste mês
21/02/18 - Empresa de economista do Plano Real faz proposta única para comprar usina
  - Rota 2030 emperra na Fazenda por impasse sobre benefício de P&D
20/02/18 - FS Bioenergia investirá R$ 1 bi na segunda usina de etanol de milho em MT
  - Carros movidos a gasolina podem sumir da Europa até 2040
19/02/18 - Economista Mario Luiz Lorencatto assume presidência da Usina Coruripe com meta de manter alta
  produtividade
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Grande parte das usinas canavieiras não está pronta para as exigências da lei do enlonamento
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/