Segunda-feira, 23 de outubro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Cana-de-açúcar Aumentar a letra    Diminuir a letra
Produção de açúcar na 2ª quinzena de julho vai a 3,41 mi t e atinge recorde  

11/08/2017 - As usinas do centro-sul do Brasil produziram na segunda metade de julho um recorde de 3,41 milhões de toneladas de açúcar para uma quinzena, na esteira de uma moagem também recorde, de acordo com a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

O volume supera o recorde anterior, de 3,34 milhões de toneladas na segunda quinzena de agosto do ciclo 2012/13, e reflete o clima seco, que beneficiou a colheita, e o maior direcionamento de matéria-prima para fabricação do produto.

Na segunda metade do mês passado, 50,33 por cento da oferta de cana foi alocada para a fabricação de açúcar, ante 48,05 por cento um ano antes.

Paralelamente, a moagem somou 50,74 milhões de toneladas de cana por usinas e destilarias do centro-sul, 2,64 mais na comparação anual e a maior quantidade para uma única quinzena em toda a história. O recorde anterior era da segunda metade de julho de 2015, durante a safra 2015/16, com 49,66 milhões de toneladas, segundo a Unica.

O volume ficou ligeiramente acima do esperado por analistas. O açúcar bruto operava perto de uma estabilidade em Nova York, às 12:12 (horário de Brasília).


Seca preocupa

A entidade ponderou, contudo, que o tempo seco de agora deve ser prejudicial para a cana que será colhida mais adiante na atual temporada 2017/18, iniciada em abril.

"A condição climática caracterizada pelo clima seco observado há quase dois meses nas principais regiões produtoras do centro-sul favoreceu a operacionalização da colheita nas últimas quinzenas, mas deve acentuar a queda de produtividade agrícola da área que será colhida nos próximos meses de safra", afirmou a entidade.

"No início da safra, as condições climáticas e os índices registrados no campo indicavam uma recuperação da produtividade, mesmo com um canavial mais envelhecido. Essa percepção tem sido drasticamente alterada após esse período prolongado sem chuva", acrescentou a associação.

Citando dados do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), a Unica destacou que, de abril a julho, a retração no rendimento das plantações foi de 2,91 por cento, para 82,44 toneladas por hectare, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Quanto ao etanol, a produção atingiu na segunda quinzena de julho 2,08 bilhões de litros, praticamente estável na comparação anual, segundo a Unica.

No acumulado da temporada, a moagem de cana alcança 297,32 milhões de toneladas, 4,74 abaixo de um ano atrás.

De abril a julho, o centro-sul produziu 17,56 milhões de toneladas de açúcar (mais 3,48 por cento) e 11,57 bilhões de litros de etanol (menos 10,15 por cento).

José Roberto Gomes
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
23/10/17 - ANP: Preço do etanol sobe em 12 estados e no Distrito Federal
  - Fenatran - Setor sucroalcooleiro é a tábua de salvação da indústria de caminhões
  - Perspectiva: Colheita nos EUA, clima no Brasil e demanda orientam grãos na CBOT
  - Programa deve derrubar preço de combustíveis e gerar emprego
  - Etanol: Hidratado sobe 1,42%; anidro avança 0,77% nas usinas
  - Reservatórios do Nordeste operam com 7,1% da capacidade
  - Fitch atribui rating à proposta de 2ª emissão de debêntures da Belo Monte Transmissora
  - Aneel avalia mudança de cálculo que pode deixar energia mais cara
  - Preço da gasolina cai em 17 Estados e sobe em 9 e no DF, diz ANP
  - USDA atualiza estimativas para produção de açúcar do Brasil
  - Expansão da cana-de-açúcar no Brasil pode reduzir emissão global de CO2, diz estudo
  - Ferrovia Norte-Sul e Ferrogrão hoje não são atrativas, diz CEO da Rumo
  - Oscilação dos preços do petróleo pressiona e açúcar fecha a semana em baixa
  - Volume despenca, mercado patina e dúvidas permanecem
  - Mercados de GNL devem seguir com sobreoferta após 2020 apesar de forte demanda, diz IEA
  - Aneel pode elevar valores das bandeiras tarifárias cobrados nas contas de luz
20/10/17 - Agronegócio sustenta PIB brasileiro, mas setor gera menos postos de trabalho
  - ´Le Monde´: Setor agrícola, ou bancada ruralista, lidera economia brasileira
  - Maiores crescimentos na produção agrícola
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Produção de açúcar na 2ª quinzena de julho vai a 3,41 mi t e atinge recorde
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/