Terça-feira, 19 de setembro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Crise hídrica não compromete fornecimento de energia no Nordeste, dizem especialistas  

08/09/2017 - Participantes de audiência pública realizada nesta quarta-feira (6), afirmaram que, apesar da grave crise hídrica na região do Vale do São Francisco e no reservatório da barragem do Sobradinho, não haverá um comprometimento na distribuição de energia para o Nordeste. Eles falaram à Comissão Mista de Mudanças Climáticas, cujo presidente, senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE), requereu a audiência pública.

O diretor de Operação da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), João Henrique de Araujo Franklin Neto, ressaltou que a vazão mínima em Sobradinho baixou de 1.300 m³ por segundo em 2013 para 550 metros³ em setembro de 2017. Segundo ele, a preocupação da Chesf é com a garantia do abastecimento humano e projetos irrigação e não com questão energética.

De acordo com João Henrique, o setor elétrico tem fontes alternativas que garantem uma segurança energética para o Nordeste, entre elas as eólicas e térmicas. Segundo ele, atualmente, apenas 15% da demanda energética do Nordeste são atendidos, em termos de consumo energético, pelo São Francisco. Em contrapartida, segundo o diretor da Chesf, no último final de semana, houve uma geração de 6.800 megawatts pela fonte eólica, representando 65% do atendimento ao consumo do Nordeste.

— Nessa hora, chegamos a exportar energia para outras regiões do país. Apesar da crise hídrica do São Francisco, o Nordeste é autossuficiente para gerar o atendimento necessário a seus consumidores e ainda exportando energia para outras regiões do país — disse.


Medidas

Apesar de afirmarem que a situação está controlável nos próximos meses, os debatedores manifestaram preocupação com a continuidade da crise hídrica na região e com futuras crises que o país possa enfrentar.

De acordo com o diretor presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, medidas estruturantes precisam ser colocadas em prática no São Francisco para que, numa outra crise futura, a região tenha melhor condição de segurança hídrica. Para Vicente, é preciso que todos os atores se envolvam e se comprometam no sentido de compartilhar o processo de decisão das medidas que serão tomadas.

— Estamos falando de uma bacia de 630 mil Km². O gerenciamento de uma crise precisa buscar repartir os riscos em toda a bacia — ponderou.

Vicente também ressaltou como medida estruturante fundamental a mudança da prioridade da bacia do São Francisco da geração de hidroeletricidade para segurança hídrica.

— Significa que, evidentemente, a geração hidrelétrica deve ser mantida como prioridade, mas não mais como uma prioridade que determine a condição de operação dos reservatórios. Eles têm que ser operados para manter a segurança hídrica — destacou.

Representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) ressaltaram o trabalho que tem sido feito pela companhia para atender a demanda para o abastecimento humano e para projetos de irrigação. Desassoreamento de canais e instalação de sistemas de captação sobre flutuantes foram algumas das medidas mencionadas pelo diretor da Companhia, Luis Napoleão Casado. No entanto, Luis ressaltou o limite orçamentário da Codevasf e pediu apoio na arrecadação de recursos e na realização dessas obras.

Os participantes da audiência pública ressaltaram também que a luta contra a crise hídrica tem que ser nacional e integrada.

06/09/17
Fonte: Agência Senado
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/09/17 - Total faz aquisições nas áreas de energia renovável e eficiência energética
  - Geração de energia eólica cresce 25% em 2017
  - MDIC conhece estratégia de correio alemão para zerar emissões de carbono
  - Energia eólica será livre de subsídio em menos de 5 anos, diz GE
  - Aneel aprova reajustes tarifários de cooperativas do interior de Santa Catarina
  - Produtor deve ter cautela para iniciar plantio
  - À espera de chuva, Paraná plantou apenas 1% da safra de soja, diz Deral
  - Sob chuva, safra de cana começa no Nordeste e deve repetir 45 mi t, diz associação
  - Ilan: economia brasileira está vivendo período de desinflação e recuperação
  - Aneel: seca deve levar ao acionamento da bandeira vermelha em outubro
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Crise hídrica não compromete fornecimento de energia no Nordeste, dizem especialistas
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/