Domingo, 22 de julho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Etanol Aumentar a letra    Diminuir a letra
Usinas de etanol podem gerar mais de 2 mil empregos pelo Estado; estudo aponta viabilidade econômica e ambiental  

13/09/2017 - Das mais de 30 toneladas de milho colhidas em Mato Grosso neste ano, apenas 15 % permanecerá no Estado. A porcentagem, que ainda reflete o baixo valor agregado à safra, pode crescer a partir de investimentos na produção de etanol, favorecendo outras cadeias e gerando pelo menos dois mil empregos indiretos para cada investimento no setor. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (12), pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, que pesquisou a viabilidade deste tipo de empreendimento, assim como os benefícios sociais e ambientais que o circundam.

Os investimentos devem acompanhar a tendência de crescimento na produção estadual do grão, que passará de 40 toneladas em 2025. A estes fatores soma-se o aumento no número de automóveis e um déficit de 23 milhões de litros de etanol, previsto para 2030 pela Agência Nacional de Gás e Petróleo (ANP). "Temos uma produção excedente de milho e uma demanda crescente pelo combustível. Por que não juntar as duas coisas e trabalhar outras cadeias do agronegócio?" questiona o gestor de projetos do Imea, Paulo Ozaki.

A partir da implantação, as usinas têm capacidade para gerar, para cada emprego direto, outros 14 diretos e 10 induzidos. No total, cada empreendimento pode criar 2175 empregos em sua região, número suficiente para mudar a realidade econômica das populações locais. Além disso, segundo o gestor, a coordenação entre as diveras cadeias produtivas tem potencial para mitiar a emissão de gases do Efeito Estufa em quase 70%.

O perfil dos investidores também foi traçado no levantamento que estabeleceu quatro tipos possíveis: produtores individualmente, conjuntos de produtores, grandes cooperativas e grandes investidores. Os dois primeiros apresentariam menor volume de produção e os dois últimos um volume maior. O Estado conta hoje com 11 usinas, sendo três de milho e cana-de-açúcar, uma integralmente de milho, inaugurada recentemente em Lucas do Rio Verde (340 km de Cuiabá), e sete exclusivas de cana.

Com relação à viabilidade econômica das usinas, Paulo reforça que não há receita e que o a pesquisa não leva em consideração um padrão Estadual, mas sim regional, uma vez que Mato Grosso apresenta características distintas em cada localidade. "Foram várias regiões e diversos tipos de modelo. Dependendo de cada uma a saca de milho pode valer de R$ 26 até R$ 36 reais, mantendo-se viável economicamente. Já o etanol, a partir de r$ 1,77 até R$ 1,80, ele tem viabilidade econômica também. Analisando a história dos preços, concluímos que há viabilidade econômica no Estado."

Além do Imea, que integra a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), o estudo foi realizado em conjunto com a Associação dos Produtores de Milho e Soja de Mato Grosso (Aprosoja) e o Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool). "Existe um potencial muito grande, mas os produtores recebem um valor muito pequeno. Queremos entender como esse processo pode auxiliá-los e favorecer outras cadeias, como a de pecuária, de florestas plantadas e até mesmo de energia, a partir da co-geração dentro das usinas", explica.


Desafios


A estruturação e a viabilidade dos projetos pode esbarrar em um problema já bastante conhecido dos investidores mato-grossenses: a logística. Diante da situação o presidente da Famato, Normando Corral, reiterou a obrigação do poder público de lidar com a questão."Quando o empresário empreende são gerados empregos e arrecadados impostos. E o setor público tem a obrigação de administrar esse dinheiro, devolvendo para a sociedade em forma de infraestrutura, saúde, segurança, enfim, bem estar social".

Há ainda que se considerar a falta de mão-de-obra qualificada, que, se não resolvida a tempo, pode resultar na importação de trabalhadores de outros estados. "Precisamos de mão-de-obra mais especializada pra trabalhar nesse tipo de negócio. Analisando o mercado e os cursos superiores, percebemos uma deficiência muito grande em cursos mais específicos, como engenharia de produção, automação, entre outros voltados à tecnologia", diz Paulo.

12/09/17
André Garcia Santana
Fonte: Agro Olhar
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/07/18 - Seca acende alerta para safras de cana e café do Brasil em 2019
  - Cresce emprego formal nas usinas, diz Cepea
  - Sem consenso, acordo entre Mercosul e UE terá nova etapa de negociação
  - GSA pede o fim de subsídios ao açúcar na Índia e no Paquistão
  - Dólar despenca e tem maior queda semanal em 5 meses, abaixo de R$3,80
  - Agronegócio é o setor mais impactado pelo tabelamento de fretes, diz Cepea
  - Comercialização da safra de soja na Argentina atinge 72% da produção estimada
  - Ibovespa sobe numa reação positiva à aliança do Centrão com Alckmin
  - Projeções de Longo Prazo Continuam Favoráveis ao Agro Brasileiro
  - Prévia da inflação desacelera em julho com folga em preços de alimentos
  - Setor de combustíveis vê aspectos positivos em decisão da ANP sobre preços
  - Agronegócio é o setor mais vulnerável ao tabelamento de fretes
19/07/18 - A desoneração do Funrural na cadeia do agronegócio pela Lei 13.606/2018
  - Etanol/EUA: produção aumenta 3% na semana, para 1,064 milhão de barris/dia
  - Estudo aponta caminho para expansão e intensificação da agropecuária brasileira
17/07/18 - Usina do interior de SP (Clealco) é a primeira vítima da crise do setor sucronergético em 2018
  - Comunicado - Pedido de Recuperação Judicial da Clealco e Controladas
  - Etanol: Procura firme e menor pressão para a venda sustentam valores
16/07/18 - Brasil pode se tornar o segundo maior produtor e consumidor de biodiesel do mundo
  - Etanol: hidratado recua 0,58% e anidro cai 0,12% nas usinas
  - Safra curta e seca deixam usinas no dilema de segurar etanol à espera de melhores preços ou jogar
  cana para março/19
  - EPE apresenta cenário de oferta e demanda de etanol até 2030
13/07/18 - Etanol se confirma como combustível mais vantajoso neste ano
12/07/18 - Remuneração dos profissionais do Setor Sucroenergético cresce nos últimos anos
29/06/18 - Taxa de desemprego cai para 12,7% no trimestre encerrado em maio
27/06/18 - Governo anuncia R$ 31 bilhões para plano safra da agricultura familiar 2018-2019
25/06/18 - Salários no agro crescem acima da média brasileira
06/04/18 - Agricultores dos EUA defendem negociação com China em vez de proteção do governo
12/03/18 - IPCA para 2018 previsto pelo Focus cai de 3,70% para 3,67%
09/03/18 - Maiores exportadores da Ásia criticam tarifas dos EUA e ampliam temores com guerra comercial
  - Produção industrial recua em 8 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE em fevereiro
  - O crescimento do PIB paulista
  - Ainda o preço da gasolina
  - IGP-M acelera alta a 0,60% na 1ª prévia de março com preços dos alimentos no atacado
  - Mercosul inicia negociações para acordo comercial com o Canadá
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Usinas de etanol podem gerar mais de 2 mil empregos pelo Estado; estudo aponta viabilidade econômica e ambiental
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/