Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Preços do milho podem ser impactados caso ocorra problemas na safra da América do Sul, aponta INTL FCStone  

06/10/2017 - De acordo com avaliação da INTL FCStone, a disponibilidade do cereal baixaria caso ocorresse algum percalço pelo caminho, no ciclo que se inicia, podendo alterar cenário dos preços

O cenário de preços mais baixos do milho ao redor do mundo pode vir a ser alterado caso a safra na América do Sul apresente problemas importantes, reduzindo a disponibilidade do cereal. "Com as lavouras do Hemisfério Norte já em suas fases finais, as atenções nos próximos três meses devem estar muito centradas na safra da América do Sul, que já está em período de plantio", explica a analista de Mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi.

Na Argentina, as estimativas apontam para um crescimento de área de quase 6% em relação ao ciclo 2016/17, alcançando 5,4 milhões de hectares. Esse crescimento ocorre a despeito do cenário de disponibilidade elevada e preços pressionados, pois o cereal argentino não está sujeito à taxação das exportações, diferentemente do que ocorre na soja. Como a semeadura no país tem lotes plantados mais cedo e outros mais tarde, o plantio já está em pleno andamento. Apesar das chuvas pesadas que vêm ocorrendo em áreas do país, por enquanto, as condições estão favoráveis.

No Brasil, as estimativas de milho apontam para queda considerável de área da safra verão 2017/18, em cerca de 10%, com o milho perdendo espaço majoritariamente para a soja. A oferta folgada no mercado doméstico e os preços pressionados são os determinantes desse movimento, além da possibilidade de se produzir o grão na segunda safra. Como dificilmente a produtividade do ciclo 2016/17 será repetida neste ano, as estimativas da INTL FCStone são de uma queda de mais de 20% na produção da primeira safra.

O milho 2017/18 já está com a semeadura adiantada no Rio Grande do Sul, estado que tem um ciclo mais cedo em relação a outras regiões. Até o momento, as condições de desenvolvimento das lavouras gaúchas estão favoráveis. Em outros estados que também produzem milho no verão, o tempo seco que predominou no Centro-Sul do país até o final de setembro resultou em atrasos iniciais no plantio. Destaca-se que estes atrasos podem, eventualmente, incentivar uma redução ainda maior da área de verão do cereal.

"Mesmo com essa queda importante esperada para a primeira safra de milho no Brasil, os preços domésticos não estão encontrando força para subir", avalia a analista Ana Luiza. As exportações aquecidas neste segundo semestre têm um impacto positivo nos preços, mas muito limitado, uma vez que a disponibilidade do cereal está muito elevada. Caso as exportações do ciclo 2016/17 alcancem cerca de 30 milhões de toneladas, as estimativas apontam para estoques finais em torno de 20 milhões de toneladas.

Por mais que o Brasil tenha milho suficiente para exportar volumes bem maiores que este, a oferta do cereal em outros exportadores, como EUA, Argentina e Ucrânia, também está elevada, gerando uma competição muito grande no mercado exportador do cereal, com os preços internacionais também pressionados.

Fonte: INTL FCStone
Texto extraído do portal Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/17 - Dólar sobe e caminha para R$3,35 com reforma da Previdência só em 2018
  - Soja: Preços voltam a recuar em Chicago com previsão de melhores chuvas para América do Sul
  - Grãos/Stratégie: safra europeia pode subir 2% na temporada 2018/19, para 304,9 mi de t
  - Produção de etanol nos EUA diminui 1,7% na semana
  - Mercosul e UE estão na linha de chegada; é agora ou nunca
  - Mercado de trabalho melhora, mas desemprego não cai, diz Ipea
  - Cana-de-açúcar: produção superou expectativas
  - Senado aprova R$ 1,9 bilhão a estados para compensar desoneração de exportações
  - Engenheiro do desenvolvimento
  - CBOT: soja deve abrir em queda, mas pode virar; milho e trigo podem avançar
  - Clima: NOAA vê probabilidade de La Niña acima de 80%
  - Desconto maior para beneficiários da Tarifa Social de Energia é aprovado em comissão
  - EPE lança novo mapeamento de recursos de óleo e gás no país
  - CNI projeta crescimento do PIB de 2,6% em 2018
13/12/17 - Safra agrícola 2017/18 será de safra cheia
  - Grãos: Estoque global elevado deve impedir alta de preço, apesar de La Ninã, diz consultoria
  - Soja: Mercado testa leves altas em Chicago nesta 4ª feira buscando direção após baixas
12/12/17 - Chicago anda em estabilidade com o milho enquanto não sai o USDA de oferta e demanda
  - Conab eleva projeção de safra de soja 2017/18 do Brasil para 109,2 mi t
  - Resíduos elevam receitas no etanol de milho
  - Etanol: quantidade de hidratado comercializado quase dobra em um ano
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Preços do milho podem ser impactados caso ocorra problemas na safra da América do Sul, aponta INTL FCStone
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/