Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Petróleo fecha em alta nesta terça  

11/10/2017 - Os Futuros do Petróleo fecharam em alta na sessão desta terça-feira (10), após a Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) ter pedido aos Estados Unidos para se unir ao acordo para reduzir a oferta do produto no mercado internacional.

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o barril de WTI fechou a US$ 50,86, subindo 2,58%. O Petróleo Brent registrou ganhos de 1,33% para negociação a US$ 56,53 por barril.

O grupo, do qual fazem parte Arábia Saudita, Catar, Irã e outros 11 países, quer que os EUA se incorpore ao congelamento das extrações. O acordo está em vigor desde janeiro de 2017 e se estenderá até pelo menos 31 de março de 2018. A Opep analisa a possibilidade de ampliá-lo.

Nas últimas semanas, a commodity registrou forte valorização, na expectativa de um reequilíbrio do mercado com a possibilidade de extensão do acordo para congelar cerca de 1,8 milhão de barris diários até junho. A próxima reunião da Opep está marcada para o dia 29 de novembro, em Viena.

Na véspera, o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo, apontou que há sinais claros de que o mercado deve chegar a um equilíbrio e reforçou o compromisso do grupo em reduzir os estoques globais.

Barkindo informou que consultas estão em andamento para uma possível extensão no acordo de corte firmado pelo grupo e outros países como a Rússia, que termina em março. De acordo com ele, existe a possibilidade ainda de mais países aderirem ao acordo iniciado em janeiro.

Outro fator que impulsiona a commodity é o anúncio da Arábia Saudita de corte nas exportações em novembro.

Às 10h17, o barril de Brent para dezembro negociado na ICE, em Londres, tinha alta de 1,38%, a US$ 56,56. Já o barril de WTI para entrega em novembro, negociado no Nymex, em Nova York, avançava 1,90%, a US$ 50,52.

Às 15h15, o barril de WTI tinha alta de 2,42%, a US$ 50,78. No mesmo horário, o barril de Brent tinha alta de 1,42%, a US$ 56,58.

O mercado também aguarda os dados sobre estoques de petróleo bruto dos EUA, para medir os efeitos da tempestade tropical Nate na infraestrutura petrolífera da costa do Golfo do país. Analistas estão ainda na expectativa por dados da Opep e da AIE, para medir a demanda pela commodity.

Os relatórios da API e do Departamento de Energia norte-americano serão divulgados na quarta e na quinta, respectivamente, um dia após o usual, devido ao feriado de Columbus Day (ou Dia de Colombo, em celebração ao Descobrimento da América) desta segunda-feira. Já os relatórios mensais da Opep e da AIE serão divulgados na quarta e na quinta-feira, respectivamente.

10/10/17
Fonte: Jornal do Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/17 - Dólar sobe e caminha para R$3,35 com reforma da Previdência só em 2018
  - Mercado de trabalho melhora, mas desemprego não cai, diz Ipea
  - Petrobras anuncia queda de 2% nos preços da gasolina e do diesel
  - Petrobras manifesta interesse por áreas de dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru
  - Petróleo recua com aumento preocupante da produção dos EUA
  - Municípios produtores de petróleo e mineração caem em ranking do PIB
  - Especialistas temem greve de caminhoneiros em protesto ao aumento do diesel
  - Câmara rejeita emenda do Senado e mantém isenções a petrolíferas até 2040
  - Taxas futuras de juros sobem com frustração sobre reforma da Previdência
  - CBOT: soja deve abrir em queda, mas pode virar; milho e trigo podem avançar
  - Dólar sobe ante real com temores sobre reforma da Previdência
  - Governo sobe para 1,1% estimativa oficial de alta do PIB neste ano e vê expansão de 3% em 2018
  - Venda de combustíveis do Brasil em 2017 terá pequena alta ante 2016, diz ANP
  - Desconto maior para beneficiários da Tarifa Social de Energia é aprovado em comissão
  - EPE lança novo mapeamento de recursos de óleo e gás no país
  - CNI projeta crescimento do PIB de 2,6% em 2018
13/12/17 - Preço médio da gasolina no país é o mais alto da história
12/12/17 - Petrobras: gasolina e diesel sobem nesta quarta-feira
  - Brasil deve exigir mais de petroleiras em troca de concessões no Repetro
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Petróleo fecha em alta nesta terça
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/