Segunda-feira, 17 de dezembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Dólar cai abaixo de R$3,25 com perspectiva de votação da Previdência  

09/11/2017 - O dólar recuava nesta quinta-feira e abaixo de 3,25 reais, mantendo o movimento da véspera com os investidores mais otimistas com a possibilidade de aprovação de alguns pontos da reforma da Previdência.

Às 10:19, o dólar recuava 0,56 por cento, a 3,2455 reais na venda, depois de tocar 3,2401 reais na mínima do dia. O dólar futuro tinha baixa de cerca de 0,30 por cento.

"O mercado está olhando de forma positiva o retorno das negociações (em torno da reforma da Previdência)... Há chances de a moeda voltar a operar na casa de 3,20 reais no curtíssimo prazo", disse o diretor de operações da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer.

Nesta semana, o governo fez uma verdadeira força-tarefa para tentar angariar apoio político e tentar votar, mesmo que alguns pontos, a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem.

O movimento veio após o presidente Michel Temer dar a entender, no início da semana, que teria desistido de aprovar a reforma, causando reações negativas nos mercados financeiros.

Na véspera, o relator da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA), afirmou que o foco será a idade mínima e o fim dos privilégios e que espera que a votação ocorra até o dia 15 de dezembro na Casa.

Nesta sessão, as negociacões continuavam. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) recebe Temer, líderes do Congresso e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em sua residência.

Apesar do maior otimismo agora, o dólar mudou de patamar frente ao real recentemente justamente pelos temores de que o governo não teria força política para dar andamento à agenda econômica no Congresso Nacional.

Entre meados de julho e o início de outubro, o dólar basicamente rondou os patamares de 3,15 e 3,20 reais e, depois disso, chegou a encostar no patamar de 3,30 reais.

O mercado vinha precificando cada vez mais temores de que o governo não conseguirá tirar a reforma da Previdência do papel, tanto pela aproximação do ano eleitoral de 2018 quanto pelo desgaste político no Congresso Nacional após Temer ter negociado com a base para segurar denúncias contra ele.

O cenário externo também ajudava no movimento de baixa do dólar. A moeda norte-americana caía ante uma cesta de moedas e algumas divisas de países emergentes, como o rand sul-fricano e o peso mexicano.

Claudia Violante
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/18 - Brasil está pronto para eventual retirada de taxa chinesa à soja dos EUA, diz Maggi
  - Milho: USDA reporta venda de 125 mil t para o Japão
  - Seis municípios concentravam 25% do PIB do Brasil em 2016
  - Milho: Bolsa de Chicago melhora nesta sexta-feira e apresenta pequenos ganhos
  - USDA informa novas vendas de soja para China e demais destinos
  - Dólar sobe ante real acompanhando exterior após dados fracos da China
  - Soja volta à estabilidade em Chicago nesta 6ª feira, mas mantém foco na guerra comercial
  - Bolsas asiáticas fecham em baixa generalizada, após decepção com dados chineses
  - Superávit da balança comercial em 2019 deve ser 38% maior que em 2018
  - Juros passam a cair com desaceleração do dólar e leitura de Selic estável
13/12/18 - Dólar fecha em alta, negociado a quase R$ 3,88
  - Dólar sobe com sinal do BC para Selic na contramão do Fed
12/12/18 - Dólar fecha em queda e volta ao patamar de R$ 3,85, com alívio das tensões comerciais no exterior
  - Dólar recua abaixo de R$3,90 com alívio das tensões comerciais no exterior
22/08/18 - Rumores sobre falência da Tesla amedrontam fornecedores da indústria de autos
31/07/18 - Datagro: crise agravada por "morte súbita" da safra de cana não afasta investimentos visando
  RenovaBio
17/07/18 - Usina do interior de SP (Clealco) é a primeira vítima da crise do setor sucronergético em 2018
06/04/18 - Agricultores dos EUA defendem negociação com China em vez de proteção do governo
12/03/18 - IPCA para 2018 previsto pelo Focus cai de 3,70% para 3,67%
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Dólar cai abaixo de R$3,25 com perspectiva de votação da Previdência
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/