Sexta-feira, 17 de novembro de 2017
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Cana-de-açúcar Aumentar a letra    Diminuir a letra
Chuva afeta moagem de cana no fim de outubro; mix segue alcooleiro, diz Unica  

13/11/2017 - Chuvas no final de outubro prejudicaram o trabalho de colheita de cana das usinas do centro-sul do Brasil, que deram continuidade à alocação de maior parcela de matéria-prima para a fabricação de etanol na segunda quinzena do mês passado.

O processamento de cana nos últimos 15 dias de outubro recuou 5,62 por cento na comparação anual, para 30,02 milhões de toneladas. Na primeira quinzena do mês, a moagem havia somado 32,39 milhões de toneladas.

"Essa retração se deve às chuvas intensas que ocorreram nas áreas canavieiras do Estado de São Paulo, no noroeste do Paraná, Triângulo Mineiro e sul goiano", acrescentou a Unica.

No acumulado da safra 2017/18, iniciada em abril, a moagem registra queda de 2 por cento, para 529,60 milhões de toneladas.

Em relação à produtividade agrícola, no acumulado de abril a outubro a retração no rendimento do canavial na região centro-sul foi de 1,58 por cento, segundo pesquisa do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC).

Nesse período, a produtividade agrícola na região totalizou 77,53 toneladas por hectare, contra 78,77 toneladas por hectare no ciclo anterior.

Já o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na segunda metade de outubro foi de 153,64 kg por tonelada de cana processada, quase 5 por cento maior na comparação com a quinzena anterior e expressivos 11,30 por cento superiores ante igual período do ano passado.

Mix alcooleiro

As usinas do centro-sul do Brasil deram continuidade na segunda quinzena de outubro à maior destinação de cana para a fabricação de etanol.

Esse movimento é observado desde agosto, quando o álcool passou a se mostrar mais competitivo que a gasolina, na esteira mudanças tributárias envolvendo os dois combustíveis.

Conforme a Unica, o mix ficou em 57,15 por cento da oferta de matéria-prima para etanol e 42,85 por cento para açúcar. Há um ano, esses percentuais eram de 50,71 e 49,29 por cento, respectivamente.

Com isso, foram produzidas 1,88 milhão de toneladas de açúcar (queda de 8,68 por cento na comparação anual) e 1,57 bilhão de litros de etanol (alta de 19,60 por cento), dos quais 649 milhões de litros de anidro (+3,62 por cento) e 921 milhões de litros de hidratado (+34,19 por cento).

A produção de etanol está alta seguindo forte demanda interna.

As vendas de etanol pelas usinas e destilarias do centro-sul do Brasil alcançaram 2,46 bilhões de litros em outubro, alta de 15,21 por cento na comparação com igual mês do ano passado, sendo o maior volume mensal da atual safra 2017/18, informou Unica.

Ainda segundo a Unica, até 31 de outubro, 43 unidades produtoras haviam encerrado a safra 2017/18. Até essa mesma data de 2016, eram 67 unidades com operação finalizada.

José Roberto Gomes
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
17/11/17 - Gasolina cai 1,4% e diesel 0,3% a partir deste sábado
  - Etanol volta com força
  - Preços do açúcar fecham em alta por preços do petróleo e demanda de etanol
  - CBOT: Mercado de grãos tende a abrir em alta; soja monitora demanda e clima
  - Falta trabalho a 26,8 milhões de pessoas no País no 3º trimestre, aponta IBGE
  - Taxas futuras de juros seguem em baixa na esteira do dólar
  - Previsão de mais chuvas reduz custo de operação do sistema elétrico
  - Braskem testa uso de açúcar para produção substância usada em plástico tipo PET
  - Leilão da ferrovia Norte-Sul deve ocorrer somente no segundo trimestre de 2018, diz fonte
  - Cresce a confiança do consumidor, indica pesquisa do SPC e CDNL
  - ATR SP: acumulado cai 0,78% em outubro; valor mensal subiu 2,42%
  - 20 países planejam abandonar o uso do carvão até 2030
  - Próxima safra de cana deve ser 4,2% inferior
  - Clube da Cana reúne setor sucroenergético para planejar o futuro da produção no País
  - Economia brasileira vive período de desinflação e recuperação, diz Goldfajn
16/11/17 - Defendido por Baldy, RenovaBio é apresentado no Congresso como Projeto de Lei
  - Contabilidade que medirá o desempenho ambiental do RenovaBio, para crédito de descarbonização, será
  auditada e certificada
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Chuva afeta moagem de cana no fim de outubro; mix segue alcooleiro, diz Unica
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
Se não consegue ler a palavra, clique aqui.
Digite a palavra:
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/