Segunda-feira, 15 de outubro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Ceagesp: Indicador de preço de alimentos no atacado cai 4,32% ao longo de 2017  

09/01/2018 - O ano de 2017 foi favorável para o setor de abastecimento de hortifrutícolas. O índice de preço da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) apresentou queda acumulada de 4,32% no ano passado, favorecida pelo clima e pela recuperação da economia. "Com juros mais baixos, o setor, no geral, conseguiu se recuperar das dificuldades enfrentadas em 2016, aumentando os investimentos e o volume ofertado", informa a Ceagesp, em comunicado.

Com mais produtos no mercado, os preços dos cerca de 150 alimentos acompanhados pelo índice Ceagesp encerraram o ano com queda. Frutas e diversos registraram reduções expressivas ao longo do ano. Verduras e pescados, entretanto, fecharam o ano com elevação.

Em dezembro, o índice Ceagesp recuou 2,32%. Todos os setores apresentaram queda, com destaque para os setores de legumes e verduras, que apresentaram o mesmo recuo de -5,99%.

No comparativo entre janeiro e dezembro, foram destaques de queda de preço, entre as frutas: coco verde (-38,0%), manga palmer (-32,5%), banana nanica (-28,7%), laranja pera (-28,2%), maçã fuji (-28,0%) e melão amarelo (-26,2%). Entre legumes: mandioca (-54,0%) chuchu (-39,8%), mandioquinha (-31,1%) e abóbora japonesa (-23,3%). As principais quedas de preço em Verduras: coentro (-49,3%), rúcula (-21,1%), espinafre (-18,9%) e brócolis (-13,5%). Entre diversos: alho chinês (-77,5%) e alho nacional (25,3%). Pescados: lula congelada (-34,0%), salmão (-22,4%), cascote (-15,8%) e pescada (-15,7%).

Principais altas no período, entre as frutas: limão taiti (156,4%), mamão havaí (59,5%) e mamão formosa (24,8%). Legumes: pimentão verde (63,8%), abóbora seca (52,4%), tomate maduro (42,6%), tomate salada (32,6%) e cenoura (26,5%). Verduras: escarola (53,5%), repolho (32,7%), alface crespa hidropônica (18,3%) e acelga (15,0%). Diversos: batata beneficiada lisa (48,8%), coco seco (23,0%) e cebola nacional (17,4%). Pescados: tainha (62,0%), sardinha congelada (51,2%) e pintado cativeiro (12,9%).

Conforme a Ceagesp, as frequentes chuvas e as altas temperaturas que comumente ocorrem no primeiro trimestre de cada ano podem provocar situações prejudiciais para a produção de hortaliças, notadamente as mais sensíveis. Portanto, legumes e verduras devem apresentar problemas na qualidade e diminuição do volume ofertado no início de 2018. Em contrapartida, a maioria das frutas devem registrar boa oferta e preços reduzidos em relação ao ano passado.


*Texto extraído da coluna Broadcast do Agro.


Fonte: O Estado de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
15/10/18 - Brasil perde US$ 1 bi por ano com barreiras comerciais no exterior
  - Previsão de câmbio para fim de 2018 passa de R$ 3,89 para R$ 3,81, mostra Focus
  - Dólar cai ante real com exterior e otimismo renovado do mercado com Bolsonaro
  - Milho: Indicador recua quase 6% no acumulado do mês
  - Taxas futuras de juros caem com dólar e antes de pesquisa Ibope
  - Soja/AgRural: plantio da safra 2018/19 atinge 20% da área no Brasil
  - Milho/AgRural: plantio da safra de verão 2018/19 alcança 44% da área no centro-sul
  - Tempo: Chuvas são previstas em áreas do Nordeste; BR central segue com precipitações isoladas
  - Plantio de soja no Brasil vai a 20% da área, o mais acelerado da história, diz AgRural
  - Plantio de soja em Mato Grosso vai a 27,3% do total, diz Imea
  - Agro faz porto de Paranaguá registrar recorde de movimentação em setembro
  - Guerra comercial de Trump impulsiona setor agrícola do Brasil, pressiona Iowa
  - Controle biológico ganha espaço em lavouras do País
  - Crescimento é o recado do agro para o novo presidente
11/10/18 - Exportações do agronegócio atingem US$ 8 bilhões em setembro
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Ceagesp: Indicador de preço de alimentos no atacado cai 4,32% ao longo de 2017
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/