Terça-feira, 23 de janeiro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia | Energia | Espaço Datagro
Etanol | Fórum de Articulistas | Investing.com | Investing.com Internacionais | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Número maior de meganavios gera problema para transportadoras  

10/01/2018 - As empresas de transporte marítimo de contêineres se preparam para um ano desafiador -- terão mais espaço disponível para transportar mercadorias do que carga.
Corrine Png, CEO da firma de pesquisa Crucial Perspective, estima que a capacidade de transporte de mercadorias em navios de contêineres aumentará 5,9 por cento neste ano,
superando o crescimento da demanda pela primeira vez desde 2015.

Isto ocorre, em grande parte, porque mais de 40 enormes navios de contêineres encomendados há pelo menos dois anos estão prontos para serem entregues para serviço, criando uma
abundância de capacidade em navios. Como parte do espaço deverá permanecer vazio, as linhas de contêineres podem ser forçadas a cobrar taxas mais baixas para o transporte de mercadorias justamente no momento em que tentam superar anos de prejuízos acumulados devido ao declínio do setor, que provocou o colapso de pelo menos uma empresa.

Mais de 90 por cento do comércio global é transportado por via marítima. A seguir, mostramos o que há no caminho das empresas de transporte marítimo.

1. Mais espaço para transportar bens. Com mais navios de grande porte entregues e colocados em operação em 2018, a capacidade de transporte de carga dos navios deverá ter a maior expansão em três anos.

2. Podem chegar mais navios e ainda mais capacidade. Algumas linhas de contêineres podem aproveitar os preços atualmente baixos da construção naval para encomendar mais embarcações,
diz Png. Como a história já mostrou, as tarifas de frete marítimo tendem a ser espremidas com a expansão das encomendas de navios devido à preocupação de que haverá excesso de espaço.

3. Compradores asiáticos e europeus são os que mais gastam. As empresas precisam levantar um total combinado de US$ 144 bilhões para receber entregas de todos os navios deste ano. Desse total, 73 por cento virão de compradores da Ásia e da Europa.

4. Navios maiores estarão em demanda. Os navios de contêineres deverão somar 98 das encomendas deste ano de todos os tipos de embarcação e 120 no ano que vem. No geral, o número de navios encomendados aumentará 54 por cento, para 662 neste ano e 820 em 2019, disse Park Moo-hyun, analista da Hana Financial Investment em Seul.

5. A maioria são navios petroleiros e de granel seco. Os navios petroleiros e graneleiros representam mais de 60 por cento do total de entregas programadas para este ano e os navios de contêineres respondem por 19 por cento. Park, da Hana Financial, prevê um "aumento constante" da demanda por grandes navios de contêineres capazes de transportar mais de 15.000 cofres de carga.

Kyunghee Park
Fonte: Bloomberg
Texto extraído do portal UOL
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
23/01/18 - Confiança do empresário do comércio em janeiro sobe 15% na comparação com 2017
  - Em Davos, Meirelles diz que Brasil pode superar crescimento de 3% em 2018
  - Diretor da Aneel diz que expectativa é de manutenção da bandeira verde em fevereiro
  - Nível dos reservatórios no Nordeste sobe 0,1% e chega a 16,5%
  - MME publica portaria com regras para cálculos de garantias de UHEs e UTEs
  - Acidente com trem interdita completamente linha férrea na Serra do Mar
  - Exportação de etanol cresce 50% em janeiro
19/01/18 - Portos Gaúchos registram recorde de movimentação em 2017
18/01/18 - Trump diz que acabar com Nafta irá produzir "melhor acordo" para os EUA
  - Porto de Rio Grande movimenta mais de 41 milhões de t em 2017, o maior volume da história
17/01/18 - Porto de Itaqui movimenta 19,1 mi de t em 2017, com destaque para grãos
11/01/18 - Movimentação do Porto Itapoá deve crescer 22% em 2018
10/01/18 - Porto de Paranaguá fecha ano com recorde de 51,5 milhões de toneladas movimentadas
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Número maior de meganavios gera problema para transportadoras
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/