Sábado, 15 de dezembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Etanol Aumentar a letra    Diminuir a letra
Com o etanol de milho, como fica o etanol de cana?  

09/03/2018 - Em relação à produção de etanol de milho no Brasil, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), principal entidade representativa do setor, comenta que o produto vem para complementar a oferta de etanol de cana, desde que a produção atenda as mesmas especificações e obrigações. Sobre o estabelecimento do índice de redução de emissões de CO2 do etanol de cana e do etanol de milho, a Unica observa ser uma tarefa que compete à Embrapa no âmbito do RenovaBio.

O programa RenovaBio irá prestigiar os combustíveis mais eficientes e que mais promovem a descarbonização. Plínio Nastari, presidente da Datagro Consultoria, lembra que o etanol produzido no Brasil por meio da cana-de-açúcar é considerado avançado até nos Estados Unidos. Tem um balanço energético altamente positivo, de 9,1 para 1, e substitui entre 65% e 81% das emissões de CO2 da gasolina. O etanol produzido nos EUA a partir do milho, é considerado convencional, tem um balanço energético de 1,32 para 1, e substitui apenas 35% a 40% das emissões de CO2 da gasolina.

Assim, para que o etanol de milho brasileiro ser mais verde que seu primo norte-americano, é imprescindível que utilize uma energia renovável para tocar o processo.

De acordo com o pesquisador Amélio Dall´Agnol, da Embrapa Soja, o etanol, no entender dos brasileiros, se faz com cana-de-açúcar, muito mais eficiente e mais defensável desde uma perspectiva social e econômica. "Um hectare de cana produz cerca de 80 toneladas no Centro-Sul do Brasil e rende 89,5 litros de etanol/t., totalizando mais de 7 mil litros de biocombustível/ha. Já o milho, embora seja mais eficiente na produção de etanol por tonelada de produto (400 litros/t), proporciona uma produção média de etanol/ha de apenas 2.240, considerando a média da produção brasileira do grão, que é de 5,55 t/há (97,71 Mta em 17,71 Mha). Mesmo considerando a excelente produtividade média do milho norte-americano (11 t/ha), a produção de etanol por área pouco ultrapassa a metade do etanol produzido a partir da cana no Brasil", explica.

O Pesquisador salienta que a grande vantagem do etanol feito de milho - além de gerar o DDG, farelo de milho muito valorizado no mercado - é que o grão pode ser armazenado e utilizado à medida das necessidades da indústria, o que não acontece com a cana, que precisa ser processada logo após sua colheita. Para a produção do etanol de milho não existe entressafra, podendo ser utilizado ininterruptamente ao longo de todo o ano.

Para Dall´Agnol, tudo parece indicar que o milho será cada vez mais utilizado para a produção de etanol no Brasil, principalmente na Região Centro-Oeste, onde se concentra o maior volume de produção de milho e onde os preços são mais baixos dada a maior deficiência da logística de transporte e armazenagem.

Esse cenário de crescimento da produção do etanol e milho começa a incomodar os produtores de cana e unidades sucroenergéticas, receosos da possibilidade de uma superprodução de etanol, derretendo o preço do produto. Para que isso não ocorra, é preciso que haja mercado e remuneração ao etanol de cana e ao de milho, o que torna o RenovaBio imprescindível.


Fonte: CanaOnline
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/18 - "Venda direta de etanol não é favorável ao Brasil", diz Ex-Ministro Maílson da Nóbrega
  - Brasil só tem a ganhar com Acordo de Paris, defende grupo de ruralistas e ambientalistas
  - Importação de etanol cresceu em novembro
  - ANP divulga resultados sobre consulta à venda direta de etanol
  - Cotações do açúcar fecham mistas nas bolsas internacionais
  - Milho: USDA reporta venda de 125 mil t para o Japão
  - Milho: Bolsa de Chicago melhora nesta sexta-feira e apresenta pequenos ganhos
  - Grãos/Argentina: plantio de soja atinge 68,8% da área, diz bolsa de cereais de Buenos Aires
  - Plantio de milho na Argentina alcança 47,7% da área prevista
  - Milho: sexta-feira começa com Bolsa de Chicago sem grandes movimentações
13/12/18 - Por eficiência no RenovaBio dos etanóis, da cana será mais líder no 2G, com o de milho importado
  dobrando o CO2 do feito aqui
12/12/18 - São Martinho e Cosan anunciam cisão das operações da Usina Santa Luiza
  - No MS, chuva dá trégua e usinas aceleram ritmo de moagem na última quinzena de novembro
11/12/18 - Chuva dá trégua e usinas aceleram ritmo de moagem na última quinzena de novembro
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Com o etanol de milho, como fica o etanol de cana?
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/