Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Brasil espera aumento e diversificação de exportações para o Canadá  

12/03/2018 - O ministro brasileiro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, disse hoje (9) que espera um aumento expressivo e a diversificação da pauta exportadora do Brasil para o Canadá, que atualmente é bastante concentrada. As declarações foram feitas a propósito da abertura das negociações de um acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Canadá nesta sexta-feira em Assunção, no Paraguai.

O evento reuniu os chanceleres dos quatro países do Mercosul - Aloysio Nunes (Brasil) Eladio Loizaga (Paraguai), Rodolfo Nin Novoa (Uruguai) e Jorge Faurie (Argentina) e o ministro canadense de Comércio Internacional François-Philippe Champagne.

Segundo Marcos Jorge, que também marcou presença em Assunção, as negociações com o Canadá demonstram o quanto o Mercosul vem trabalhando para promover uma maior abertura comercial com outros países. A primeira rodada negociadora já está marcada para a semana de 19 de março, em Ottawa.

"O Canadá é um importante e exigente mercado consumidor. Em 2017, o fluxo comercial entre Brasil e Canadá foi de cerca de US$ 4,5 bilhões, com um superávit para o Brasil de pouco mais de US$ 950 milhões", disse o ministro. Ele ressaltou que Mercosul e o Canadá negociam um acordo amplo que envolve temas como o comércio de bens, serviços, compras governamentais, pequenas e médias empresas, barreiras não tarifárias e propriedade intelectual.

Marcos Jorge considera muito estratégico o momento para o início dessas negociações, que ocorre um dia após os Estados Unidos anunciarem sobretaxas sobre a importação de produtos de aço e de alumínio. "Enquanto alguns atores internacionais se fecham, o Brasil e os sócios do Mercosul têm demonstrado que é fundamental a integração dos nossos mercados às cadeias globais de valor. A negociação de novos acordos, como este com o Canadá, é um importante caminho", avaliou.


Comércio de Bens

Nos últimos anos, a participação brasileira nas importações canadenses oscilou em torno de 0,6%. Já os produtos canadenses representam entre 1% e 1,5% das compras brasileiras. A pauta comercial bilateral é bastante concentrada em produtos químicos inorgânicos, açúcar e produtos de confeitaria, pedras e metais preciosos (do lado brasileiro) e adubos e fertilizantes, reatores nucleares, máquinas e aparelhos, aeronaves e suas partes (do lado canadense).

Análises preliminares indicam potencial oportunidade para pelo menos 90 produtos brasileiros, principalmente calçados, produtos químicos, de borracha, minerais não metálicos e automóveis.

O Canadá aplica, em média, tarifa de 22,5% sobre a importação de produtos agrícolas e de 6% sobre produtos manufaturados. Na área industrial, acordos firmados pelo Canadá tendem a promover eliminação imediata de tarifas, com exceção do setor automotivo.

Com edição de Augusto Queiroz
Fonte: Agência Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
14/12/18 - Brasil está pronto para eventual retirada de taxa chinesa à soja dos EUA, diz Maggi
  - Seis municípios concentravam 25% do PIB do Brasil em 2016
  - Juros passam a cair com desaceleração do dólar e leitura de Selic estável
  - Superávit da balança comercial em 2019 deve ser 38% maior que em 2018
  - Bolsas asiáticas fecham em baixa generalizada, após decepção com dados chineses
  - Soja volta à estabilidade em Chicago nesta 6ª feira, mas mantém foco na guerra comercial
  - Milho: USDA reporta venda de 125 mil t para o Japão
  - USDA informa novas vendas de soja para China e demais destinos
  - Milho: Bolsa de Chicago melhora nesta sexta-feira e apresenta pequenos ganhos
  - China é principal destino das exportações brasileiras em novembro
13/12/18 - Tabela de fretes atrapalha vendas antecipadas de soja do Brasil, diz Abiove
  - Impulso ferroviário e regulação excessiva
12/12/18 - ANTT avalia criar programa de inspeção em veículos de transporte de cargas
11/12/18 - Porto de Paranaguá movimenta 48 milhões de toneladas em 2018
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Brasil espera aumento e diversificação de exportações para o Canadá
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/