Quinta-feira, 21 de junho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Como nasceu o RenovaBio  

14/03/2018 - Um programa capaz de promover o aumento do uso de combustíveis renováveis em larga escala, remunerar seus produtores, fomentar a redução de missões de poluentes e, ao mesmo tempo, fazer com que combustíveis fósseis paguem essa conta se tornou uma lei no Brasil. Sim, no Brasil. Há pouco mais de um ano, a palavra RenovaBio, como foi batizada a nova Política Nacional de Biocombustíveis, nem existia. Até junho, o presidente Michel Temer pode assinar a regulamentação dessa lei, sancionada em dezembro passado.

O decreto de regulamentação será rígido quanto à punição às distribuidoras de combustíveis fósseis que não mitigarem emissões e deve trazer com clareza prazos para que metas coletivas e individuais sejam atingidas. A ideia é que essas metas sejam anunciadas até 1º de julho de 2019 e vigorem a patir de 24 de dezembro do próximo ano. Tudo para que o Brasil reduza, até 2030, as emissões de poluentes na atmosfera em 37% abaixo dos níveis de 2005, meta assinada na 21ª Conferência das Partes - Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP21), em 2015, na França.

Quem emite gases causadores do efeito estufa paga a conta e quem retira carbono da atmosfera é remunerado e incentivado a reduzir ainda mais por meio de investimentos em aumento de produção de biocombustíveis. Como um programa tão simples se tornou realidade? Quem teve essa ideia?

Era outubro de 2016. O secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério das Minas e Energia (MME), Márcio Félix, pediu ao novo diretor do Departamento de Biocombustíveis, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira, o desenho de um projeto de incentivo à retomada na produção do setor, paralisada desde o início da década por falta de incentivo. O Brasil precisaria do etanol, principalmente, e do biodiesel para cumprir as metas assinadas na COP21.

O secretário lembrou-lhe que até Bill Gates já quis investir na produção de etanol no Brasil, George Soros investiu de fato, gigantes como Shell e BP também aportaram bilhões de dólares aqui, e que esse tempo precisaria voltar. Inspirado em programas globais de fomento ao uso dos renováveis e em artigos da Embrapa de onde veio para assumir o cargo no MME, o diretor de Biocombustíveis desenhou a tal proposta. Três nomes foram sugeridos e o filho de Miguel Ivan escolheu o RenovaBio.

A equipe do MME, "muito boa", segundo ele, aparou as arestas, acertou detalhes técnicos e o programa foi apresentado ao secretário, "que se assustou no início, mas mandou tocá-lo em frente". Reuniões com o setor produtivo foram feitas para adaptações e sugestões. O embrião do RenovaBio se transformou em um estudo de 300 páginas. O documento foi batizado de "Renovabíblia".

O resto é história já conhecida. Audiências públicas foram feitas, resistências foram contornadas e um projeto de lei foi desenhado. A proposta chegou ao Congresso Nacional um ano depois de ter sido idealizado por Miguel Ivan e, em menos de dois meses, virou lei.

Se Temer assinar a regulamentação da lei nesta quarta-feira, em um evento em Ribeirão Preto (SP), Miguel Ivan, "o pai" do RenovaBio, não estará na plateia e nem no palco. Ele continua em viagem ao Exterior, defendendo ideias do programa ou representando o Brasil em algum evento do setor. Mas quem o conhece sabe que ele não se importará em estar presente.

Gustavo Porto
Fonte: Broadcast Agro
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/06/18 - Etanol/EUA: produção sobe 1,04% na semana, a 1,064 milhão de barris/dia
  - Argentina: Rosario irá testar transporte coletivo com mistura de 25% de biodiesel
  - Biodiesel fica mais caro e dificulta redução do preço do diesel na bomba
  - Estudo da Unicamp pode melhorar produção de cana
  - Açúcar e etanol fecham em queda nos mercados
  - Custo de produção da cana-de-açúcar sobe 18% em Pernambuco
19/06/18 - Alternativas ao diesel vão do motor elétrico ao biometano
  - Etanol: Após cinco semanas em alta, indicadores recuam
  - Campo Grande: Gasolina fica 4,68% mais barata nas refinarias e só 1 centavo nas bombas
14/06/18 - Fux dá 48 horas para Temer e órgãos do governo explicarem MP sobre fretes
13/06/18 - Política de preços dos combustíveis e monopólio da Petrobras são criticados em audiência
  - Mercado da soja em Chicago entra em calmaria com o aperto de mão de Trump/Kim Jong-Un
07/06/18 - Pressão de produtores força Trump a suspender reforma da política de biocombustíveis
06/06/18 - Temer aprova meta de emissões do RenovaBio
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Como nasceu o RenovaBio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/