Sexta-feira, 20 de abril de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Governo quer atrair investidor estrangeiro ao RenovaBio  

02/04/2018 - O Cbio foi concebido como um instrumento financeiro para remunerar produtores com base na eficiência ambiental dos biocombustíveis (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)
O Ministério de Minas e Energia quer atrair investidores estrangeiros para os certificados de biocombustíveis (Cbio) previstos no RenovaBio. Foi o que disse, nesta segunda-feira (2/4), o analista de infraestrutura do Ministério de Minas e Energia (MME), Paulo Roberto Costa.

"O setor financeiro está muito interessado nisso. Queremos atrair investidores nacionais e internacionais", afirmou, em reunião do Conselho Superior de Agronegócios da Federação das Indústrias de São Paulo (Cosag/Fiesp)

O Cbio foi concebido como um instrumento financeiro para remunerar produtores com base na eficiência ambiental dos biocombustíveis. Segundo Costa, as discussões com o setor financeiro envolvem bancos, a bolsa de São Paulo (B3), empresas gestoras de investimentos, fundos de pensão e entidades ligadas ao mercado de capitais.

A expectativa do Ministério de Minas e Energia é lançar uma regulamentação para 2019, para que, já no próximo ano, distribuidores de combustíveis possam adquirir esses certificados. Costa disse que ainda faltam definir detalhes como vencimentos dos Cbios e prazos de comercialização que tornem o investimento atrativo.

Para o analista do MME, o RenovaBio é uma oportunidade para o Brasil ser protagonista no mercado de carbono. Segundo Costa, esse mercado perdeu liquidez nos últimos anos por conta da crise, mas está voltando a ter força. Ele acredita que a queda na taxa de juros no Brasil pode ser um atrativo a mais para esse tipo de investimento.

"Queremos diminuir o risco e propor às pessoas que acessem esse mercado. O RenovaBio é um mercado muito interessante de renda variável, que tanto pessoas físicas quanto fundos podem se interessar em tomar posições", afirmou.

Diretor de Agronegócios do ItaúBBA, Pedro Barros Barreto Fernandes acredita que o Cbio pode se consolidar como investimento. Depende da forma como ele for regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e de como será definida a estrutura tributária do ativo.

"O setor financeiro está disposto a formar mercado para um ativo como esse. O RenovaBio dá um norte de estabilidade muito importante e o governo está dando um norte regulatório", afirma o executivo do Itaú.

Fernandes avalia que a negociação dos Cbios em bolsa, no mercado futuro, é a melhor alternativa para dar liquidez. Segundo ele, traz mais transparência ao mercado e coloca o ativo à disposição de um maior número de agentes, tendo como consequência mais visibilidade.

O diretor de Agronegócios do ItaúBBA disse concordar com o argumento de que o atual patamar da taxa de juros no Brasil pode deixar o Cbio mais atrativo. Mas acredita que essa atratividade não se resume a isso.

"O produto tem que fazer sentido para ter liquidez. O RenovaBio faz sentido em qualquer cenário. Os juros baixos podem ser condição inicial de interesse, mas a própria natureza do programa torna o ativo atrativo independente disso", diz ele.


RenovaCalc

A reunião do Cosag serviu para a apresentação da chamada RenovaCalc, a calculadora para dar a nota de eficiência ambiental da produção de biocombustíveis. A metodologia por trás da ferramenta é a chamada Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), que analisa todas as fases da produção. É a partir dessa nota que serão gerados os Cbios.

"Nossa ideia era trazer uma metodologia de fácil compreensão, mas robusta o suficiente, com respaldo científico e que pudesse demonstrar a eficiência dos biocombustíveis", disse Marcelo Morandi, chefe-geral da Embrapa Meio Ambiente, que fez a apresentação.

A RenovaCalc já vem sendo apresentada a representantes do setor. Na semana passada, o grupo de pesquisa enviou à Agência Nacional do Petróleo (ANP), a nota técnica com a metodologia de ACV e as planilhas eletrônicas com a estrutura da calculadora.

O material deve ser analisado e colocado em consulta pública pela ANP. A proposta dos pesquisadores que desenvolveram a calculadora é de que o sistema seja gerenciado pela própria Agência e possibilite atualizações de metodologia para a inclusão de novas bases de cálculo.

Raphael Salomão
Fonte: Globo Rural
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/04/18 - Prévia da inflação oficial fica em 0,21% em abril, aponta IBGE
  - IPCA-15 sobe 0,21% em abril, diz IBGE
  - Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de abril, aponta FGV
  - Venda de 60% de refinarias pode ser concluída ano que vem, diz Parente
  - Ministro mantém em 3% previsão de crescimento para o Brasil este ano
  - Brasil e Argentina ganham demanda chinesa
  - Soja: Mercado tem 6ª feira de baixas na Bolsa de Chicago com pressão do dólar e do farelo
  - Ainda abaixo dos 12 cts/lb, açúcar tem leve alta na bolsa de Nova York
  - Mercado segue focado no clima americano com a dificuldade de avanço no plantio de milho e trigo.
  Pode sobrar mais área para soja
19/04/18 - Dólar passa por correção e sobe ante real
05/04/18 - 1ª Reunião do Comitê RenovaBio aprova Plano de Trabalho e define data para consulta pública das
  metas
04/04/18 - Metas do RenovaBio vão a consulta pública dia 30 de abril
03/04/18 - MME promove debate para a construção de metas do RenovaBio
  - Comitê do RenovaBio se reúne em Brasília e estabelece plano de trabalho
  - Avanço histórico para os biocombustíveis
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Governo quer atrair investidor estrangeiro ao RenovaBio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/