Sexta-feira, 20 de abril de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Calculadora permite medir eficiência ambiental de biocombustíveis  

03/04/2018 - Pesquisadores vêm desenvolvendo uma calculadora que permitirá medir a eficiência ambiental dos biocombustíveis. Chamada de RenovaCalc, a ferramenta deve servir de referência para definir os chamados créditos de descarbonização previstos no RenovaBio, de incentivo aos combustíveis renováveis.

O trabalho começou a ser feito há cerca de um ano pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e incluiu pesquisadores de outras instituições. O grupo é formado por 12 pessoas, especialistas em áreas como sistemas de produção, processos e georreferenciamento.

A base para desenvolver a ferramenta é a chamada Avaliação de Ciclo de Vida (ACV), em que todo o processo de produção é considerado. Aceita internacionalmente, a metodologia foi modelada utilizando características da realidade brasileira e diretrizes do programa RenovaBio.

"Avaliamos a pegada de carbono do berço ao túmulo", diz o sócio do Agroicone Marcelo Moreira, um dos integrantes do grupo que desenvolveu a metodologia. "Nos biocombustíveis, essas emissões são bem menores que nos fósseis e essa diferença é importante para o RenovaBio", acrescenta.

No caso do etanol de cana, por exemplo, o ciclo de vida envolve desde os insumos usados nas lavouras, passando pelo transporte da matéria-prima do campo para a indústria até o consumo final, diz ele. Em cada parte desse processo, é feito o cálculo da chamada pegada de carbono, ou seja, o balanço de emissões de gases estufa.

Essa eficiência é medida em gramas de CO2 equivalente por megajoule, unidade reconhecida internacionalmente, explica Moreira. Mas, para efeito do RenovaBio, é possível converter esse valor, por exemplo, em gramas de CO2 equivalente por litro de etanol.

A metodologia inclui ainda premissas relacionadas ao uso sustentável da terra, garante o sócio do Agroicone. Estar em dia com o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e não substituir áreas de vegetação nativa por lavouras para combustíveis renováveis estão entre os princípios.

Calcada nos parâmetros da Análise de Ciclo de Vida e a partir das informações dos produtores, a RenovaCalc estabeleceria a chamada nota de eficiência. A partir desse número, seriam gerados os certificados de biocombustíveis, chamados de CBios, a serem negociados a valor de mercado pelos portadores.

"É uma transformação no setor porque, agora, o produtor precisa conhecer a sua produção no aspecto ambiental para ser remunerado. É uma área que não gerava receita e vai passar a gerar. E quanto mais transparente, melhor para a nota de eficiência", diz Moreira.

A ferramenta já vem sendo apresentada a representantes do setor produtivo. E uma nota técnica com a metodologia de ACV e a RenovaCalc foi enviada para a Agência Nacional do Petróleo (ANP), diz Marcelo Morandi, chefe-geral da Embrapa Meio Ambiente.

Segundo ele, a Agência deve analisar o material e, junto com outras diretrizes do RenovaBio, colocá-lo em consulta pública. "A RenovaCalc é uma ferramenta para facilitar o fornecimento de dados, tendo por trás uma modelagem de avaliação de ciclo de vida. A ideia é tornar um sistema online", resume.

Embora possa servir de referência para uma remuneração por eficiência ambiental, a metodologia da RenovaCalc não trata desse assunto. É apenas o subsídio técnico, dizem os pesquisadores. A definição sobre a negociação dos Cbios deve estar a cargo do Ministério de Minas e Energia (MME).

Morandi explica que, por ter esse mandato, a ANP seria responsável por gerenciar o sistema da RenovaCalc. A proposta feita pelo grupo de pesquisa inclui a possibilidade de revisões periódicas para incluir novos parâmetros de cálculo.

"A proposta é esse processo ser coordenado pela ANP, mas tocado por um grupo de especialistas em Avaliação de Ciclo de Vida para ajustar os cálculos de eficiência ambiental. De três a quatro anos seria um período interessante para as revisões", avalia.

02/04/18
Raphael Salomão

Fonte: Revista Globo Rural
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/04/18 - IPCA-15 sobe 0,21% em abril, diz IBGE
  - Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de abril, aponta FGV
  - Venda de 60% de refinarias pode ser concluída ano que vem, diz Parente
  - Ministro mantém em 3% previsão de crescimento para o Brasil este ano
  - Ainda abaixo dos 12 cts/lb, açúcar tem leve alta na bolsa de Nova York
  - Centro-sul foca em etanol, produzirá 17% menos açúcar em 18/19, prevê Job
  - SP: pouca chuva prejudica desenvolvimento da cana-de-açúcar
19/04/18 - Etanol poderá ser usado no híbrido e no elétrico fuel cell
  - Colhedora de mudas da cana-de-açúcar é uma alternativa menos agressiva as gemas e aumenta o índice
  de germinação
  - Produção de açúcar no centro-sul do Brasil deve cair 17% em 18/19, prevê Job
  - Etanol: Safra 2017/18 de cana-de-açúcar em SP terminou com preços reais menores
18/04/18 - Messages from Brussels: more biofuels for transport are badly needed and can be produced sustainably
06/04/18 - Governo de SP assina resolução com novas diretrizes do Etanol Mais Verde
  - Exportação de etanol dos EUA para Brasil atinge recorde em fevereiro apesar de tarifa
05/04/18 - 1ª Reunião do Comitê RenovaBio aprova Plano de Trabalho e define data para consulta pública das
  metas
03/04/18 - Avanço histórico para os biocombustíveis
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Calculadora permite medir eficiência ambiental de biocombustíveis
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/