Sexta-feira, 20 de abril de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
BNDES facilita empréstimo para projetos de geração com energia no mercado livre  

10/04/2018 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pretende estrear neste ano uma nova forma de financiamento a projetos de geração de energia, que levará em conta toda a previsão de receita dos empreendimentos, inclusive com a venda da produção nos chamados mercados livre e spot de eletricidade.

A superintendente da área de energia do banco, Carla Primavera, disse à Reuters que a ideia é tornar os empréstimos mais flexíveis e próximos da estratégia dos investidores do setor elétrico. O novo modelo já está sendo oferecido aos investidores.

O banco geralmente atrela seus financiamentos aos contratos que as usinas de geração fecham antecipadamente com distribuidoras em leilões promovidos pelo governo, no chamado mercado regulado.

Mas os investidores tradicionalmente buscam ampliar a receita de seus projetos com a negociação de parte da energia no mercado livre, onde podem fechar contratos com indústrias ou comercializadoras, muitas vezes com preços melhores.

"Eu gostaria muito de poder já fazer mais de um projeto com esse modelo (em 2018). Tivemos leilões de energia em dezembro e na semana passada, e a gente espera receber esses empreendedores no banco e entender a estratégia desses projetos, discutir esse novo modelo de financiamento", afirmou ela.

Nesse sentido, o BNDES não exigirá dos projetos um percentual mínimo de energia vendida às distribuidoras, no mercado regulado, nem um prazo ou preço específico para os contratos no mercado livre que poderão ser considerados no momento de calcular o nível de alavancagem dos empreendimentos.

O banco também poderá estimar receitas das usinas no mercado de curto prazo, onde a geração é vendida pelo preço spot, ou Preço de Liquidação das Diferenças (PLD).

"A gente vai modular o perfil de repagamento do financiamento olhando para o perfil de comercialização dos projetos. O contrato no mercado livre não vai precisar corresponder ao mesmo prazo do financiamento, e a gente trabalharia no fundo com expectativas também de PLD", explicou a superintendente.

Ela afirmou que a nova estrutura de financiamentos leva em conta também uma previsão de que as distribuidoras de energia estão com uma demanda mais baixa devido à crise econômica enfrentada pelo país, o que tem aumentado a busca de investidores em geração por vendas no mercado livre.

A superintendente do BNDES citou como outra medida importante para melhorar os financiamentos ao setor de energia uma ampliação para 18 meses no prazo para que projetos viabilizados em leilões peçam o enquadramento no banco, visando futuros empréstimos, ante seis meses anteriormente.

Segundo ela, muitos empreendedores pediam o enquadramento com os projetos ainda em fase inicial, sem definições importantes, como fornecedores e licenciamento ambiental, o que atrasava a análise dos pleitos pelo banco.

"Nosso prazo, desde que passou a se implementar essa medida, vem se reduzindo, porque recebemos o projeto mais maduro e temos capacidade de interagir melhor com o empreendedor e entregar o (financiamento de) longo prazo em tempo menor", disse.


Desembolsos

A área de energia elétrica do BNDES prevê 13 bilhões de reais em desembolsos em 2018, com leve recuo de 3 por cento ante os 13,43 bilhões de reais no ano anterior.

O número é bastante distante de um recorde de 21 bilhões de reais liberados pelo banco de fomento em 2015, mas também fica bem acima dos apenas 9,2 bilhões registrados em 2016, ano impactado pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff e por uma recessão econômica no país.

Neste ano, segundo apresentação do banco vista pela Reuters, a área de energia já recebeu cerca de 1,6 bilhão de reais em desembolsos no primeiro trimestre, com predomínio de financiamentos a parques eólicos, que receberam quase 960 milhões, e distribuição de eletricidade, com 473 milhões.

Já projetos de transmissão receberam 110,7 milhões e hidrelétricas tiveram 49 milhões.

O BNDES soma aprovações de quase 193 bilhões de reais em financiamentos para a área de energia elétrica desde 2003, com destaque para hidrelétricas, com 68,4 bilhões; usinas eólicas com 36,2 bilhões; e aportes em distribuição, com 34 bilhões.

09/04/18
Luciano Costa

Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/04/18 - Prévia da inflação oficial fica em 0,21% em abril, aponta IBGE
  - IPCA-15 sobe 0,21% em abril, diz IBGE
  - Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de abril, aponta FGV
  - Venda de 60% de refinarias pode ser concluída ano que vem, diz Parente
  - Ministro mantém em 3% previsão de crescimento para o Brasil este ano
  - Eletropaulo irá aplicar mais de R$ 111 milhões na Grande SP até 2022
19/04/18 - Reservatórios do SE/CO operam com 44,4% da capacidade
  - Etanol poderá ser usado no híbrido e no elétrico fuel cell
  - Aneel aprova unidade de CGH para testes em Rondônia
  - Jogo bruto no comércio internacional
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
BNDES facilita empréstimo para projetos de geração com energia no mercado livre
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/