Sexta-feira, 20 de julho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Preço elevado permite que soja traga US$ 36 bi ao país neste ano  

12/04/2018 - A soja deve trazer receitas de US$ 36 bilhões neste ano para o Brasil. O resultado é 14% acima do de 2017 e supera em 36% o de 2016.

As estimativas são da Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais), que indica a soja em grãos como a maior fonte dessas receitas: US$ 29 bilhões. Farelo e óleo ficam com o restante.
"Está ocorrendo o melhor dos mundos para o Brasil e para seus produtores", diz Daniele Siqueira, analista da AgRural, de Curitiba.

O primeiro motivo é porque o Brasil vai colher uma supersafra de soja. A estimativa da agência é de uma produção superior a 119 milhões de toneladas.

Com um volume tão grande de soja a ser colhido, após uma outra supersafra em 2017 no país e duas seguidas nos Estados Unidos, a tendência seria de redução nos preços.

Ao contrário, estão em alta em Chicago. Em março de 2017, a tonelada de soja foi negociada, em média, a US$ 369 na Bolsa daquela cidade, segundo a Abiove. Nesse mesmo mês de 2018, esteve em US$ 383.
Daniele destaca, ainda, a alta interna do dólar. Ela torna o produto brasileiro mais competitivo e aumenta a renda do produtor em reais.

A saca de soja era negociada a R$ 72 em Cascavel (PR) há um mês. Está atualmente em R$ 81,5. Em Rio Verde (GO), subiu de R$ 66,5 para R$ 75 e em Sorriso (MT) evoluiu de R$ 61 para R$ 68,5 no mesmo período.

Um outro fator inesperado é o aumento do valor do prêmio pago ao produto brasileiro em plena safra.
Premio é o quanto o importador está disposto a pagar a mais para ter o produto brasileiro.

No dia 4 deste mês, quando a China impôs taxa de importação na soja dos EUA, o prêmio chegou a superar em US$ 1,80 por bushel (27,2 quilos) o valor das negociações referentes a maio na Bolsa de Chicago. Recuou nesta semana, mas ainda se mantém elevado: US$ 1,25.

Tudo isso porque a safra argentina de soja, que chegou a 58 milhões de toneladas no ano passado, deverá recuar para 38 milhões neste ano.

A Argentina terá limitações físicas nas exportações, enquanto os EUA terão barreiras tarifárias nas exportações para a China, a líder mundial em importações.

Siqueira acredita que esses preços, atualmente elevados, devem se ajeitar. Em pouco tempo, a quebra da produção argentina vai se confirmar e o mercado para de olhar para o país vizinho.

Os olhares se voltarão para os EUA, que estão em fase de plantio e com clima desfavorável neste início de safra.

O prêmio nos portos brasileiros não devem continuar nesses valores altos. Já o dólar é sempre uma incógnita, principalmente em ano de eleição, segundo ela.


*Texto publicado na coluna Vaivém das Commodities

Mauro Zafalon
Fonte: Folha de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/07/18 - Dólar despenca e tem maior queda semanal em 5 meses, abaixo de R$3,80
  - Agronegócio é o setor mais impactado pelo tabelamento de fretes, diz Cepea
  - Comercialização da safra de soja na Argentina atinge 72% da produção estimada
  - Ibovespa sobe numa reação positiva à aliança do Centrão com Alckmin
  - Projeções de Longo Prazo Continuam Favoráveis ao Agro Brasileiro
  - Colheita de milho no centro-sul do Brasil avança para 36% da área, diz AgRural
  - Processamento de soja cresce 15% nos EUA
  - Milho: Mercado inicia pregão desta 6ª feira em alta e estende ganhos dos últimos dias na CBOT
  - Clima irregular afeta safra de verão no Paraná
  - GSA pede o fim de subsídios ao açúcar na Índia e no Paquistão
  - Soja tem mais um pregão estável na Bolsa de Chicago nesta 6ª feira com traders cautelosos
  - USDA: Vendas semanais da safra nova de soja dos EUA ficam acima das expectativas do mercado
19/07/18 - EUA vendem 59% mais soja da safra 2017/2018 na semana
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Preço elevado permite que soja traga US$ 36 bi ao país neste ano
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/