Segunda-feira, 22 de outubro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Seca causa prejuízos nas lavouras de milho em Mato Grosso do Sul  

10/05/2018 - Plantas secas, folhas retorcidas e espigas pouco desenvolvidas. Essa é a situação em muitas lavouras de milho, em Bandeirantes, região central de Mato Grosso do Sul. O agricultor Edgar Massoti, que plantou mil hectares do cereal, conta que investiu em sementes de qualidade, adubação e controle de pragas. Mas, foi surpreendido nesta safra pelo clima seco.

"Hoje a situação está bem crítica para nós aqui, faltou muita água. A lavoura foi implantada com uma expectativa boa de colheita, vinha se desenvolvendo bem. Só que, infelizmente, mesmo que chova não tem mais volta, não recupera mais", desabafa.

A seca castiga as lavouras desde o mês de abril, quando choveu aproximadamente 13 milímetros na região, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A única chuva de maio, até agora, foi de 20 milímetros, no dia 6. " O mês de abril geralmente faz 70, 80 milímetros, chuva com espaçamento de 10, 15 dias. E não choveu nada. Pegou bem a fase de desenvolvimento e florecimento", explica ao G1 Massoti. Ele estima perdas de pelo menos 60% na produtividade da fazenda.

No município há casos de propriedades com perdas de, pelo menos, 75% da área cultivada. "A gente pensou em torno de 90, 100 sacas por hectare. Agora com, essa situação, em torno de 10 a 15 sacas e olhe lá", afirma Sildo Klagienberg, gerente de uma fazenda que plantou 400 hectares na região.

Segundo Luis Antônio Bannak, relações públicas do sindicato rural, o milho ocupa 30 mil hectares e 65% da área está comprometida. Ele diz que os produtores terão dificuldades para honrar os custos da safrinha. " A produção estimada de todo mundo aqui é de 100, 110 sacas por hectare. Com essa perda, a produtividade vai ser reduzida para 30, 35 sacas. E pra gente empatar o custo seria de 70 a 80 sacas por hectare. Então, infelzmente, esse ano o produtor não vai pagar conta."

A falta de chuva também está prejudicando o desenvolvimento de lavouras na região sul do estado. No assentamento Itamarati, onde agricultores plantaram 11 mil hectares de milho, as perdas podem chegar a 50% da produção. Em algumas áreas, semeadas em março, as plantas não se desenvolveram. A Associação dos Produtores de Soja do Estado (Aprosoja - MS) ainda não finalizou a avalição dos prejuízos causados pelo clima. A expectativa é de que, até o fim da semana, a Aprosoja tenha um relatório das regiões mais afetadas.

Segundo o último levantamento divulgado pelo boletim casa rural, da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), a produção do milho de inverno na safra 2017/2018 pode chegar a 8,1 milhões de toneladas, com produtividade média prevista de 80 sacas por hectare.

09/05/18
Edevaldo Nascimento e Flávia Galdiole

Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/10/18 - Grãos/Argentina: plantio de milho atinge um terço da área de plantio esperada
  - Tempo: Semana termina com previsão de chuvas fortes em quase toda a região Central do Brasil
  - Chuva favorece semeadura da soja em Goiás
  - Entregas de fertilizantes crescem 4,3% no acumulado do ano
  - Confira a previsão do tempo para esta sexta-feira (19) para todas as regiões do Brasil
  - Chuvas colhem adiantamento da safra de cana do PR. Há um pequeno atraso, moagem pouco menor e 20
  usinas paradas
  - CBOT: soja tende a abrir em alta; milho e trigo devem abrir em queda
  - EUA vendem 33% menos soja da safra 2018/2019 na semana, diz USDA
  - Argentina: plantio de milho está em 32,6% da área total projetada
18/10/18 - Chuvas colaboram e Goiás já plantou cerca de 20% da área de soja
  - Milho trabalha do lado negativo da tabela em Chicago com pressão do clima, vendas fracas e menor
  produção de etanol
  - Argentina: por falta de água, plantio de milho avança em ritmo lento em Córdoba
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Seca causa prejuízos nas lavouras de milho em Mato Grosso do Sul
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/