Terça-feira, 14 de agosto de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Milho: Preços sobem na BM&F nesta 2ª feira com influência do câmbio e atento ao clima no Brasil  

14/05/2018 - Na sessão desta segunda-feira (14), os futuros do milho negociados na BM&F Bovespa operam em campo positivo. As principais posições da commodity testavam ganhos entre 0,95% e 1,12%, por volta das 12h17 (horário de Brasília). O contrato maio/18 era cotado a R$ 42,33 a saca e o setembro/18 trabalhava a R$ 40,33 a saca.

As atenções dos participantes do mercado permanecem voltadas ao clima nas principais regiões produtoras de milho safrinha no país. "A área de estiagem agrícola cresceu em SP, MS e no PR. Isto pode dar continuidade às especulações sobre o desenvolvimento da safrinha", destacou a Radar Investimentos em seu comentário diário.

Em Doutor Camargo (PR), as chuvas previstas para o final de semana não se confirmaram. Com isso, houve um agravamento no cenário de perdas para a produção de milho safrinha na região nesta temporada.

O produtor rural da localidade, Ildefonso Ausec, reforça que "as lavouras estão sem precipitações há mais de 45 dias e as perdas podem superar os 40% nesta safra". Novas chuvas são previstas para o próximo final de semana na região. Se confirmadas, as chuvas podem estagnar as perdas nos campos.

Além disso, a moeda norte-americana voltou a subir nesse início de semana. Perto das 12h02 (horário de Brasília), o câmbio trabalhava a R$ 3,6165 na venda, com alta de 0,44%. De acordo com a Reuters, o impulso é decorrente da reação dos investidores a uma pesquisa eleitoral que indicou a preferência por candidatos "menos comprometidos" com o ajuste fiscal.

"O mercado não gostou da pesquisa. Ciro cresceu... Marina está em segundo lugar", afirmou o gestor de derivativos de uma corretora local em entrevista à agência de notícias.


Bolsa de Chicago

Enquanto isso, na Bolsa de Chicago (CBOT), as principais posições do cereal permanecem próximos da estabilidade no pregão desta segunda-feira. Às 12h27 (horário de Brasília), os contratos testavam perdas entre 0,25 e 2,25 pontos. O maio/18 era cotado a US$ 3,87 por bushel e o setembro/18 a US$ 4,04 por bushel.

Depois do reporte de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os traders acompanham a evolução da safra norte-americana. O órgão atualiza as suas projeções no final da tarde desta segunda-feira.

"A estimativa é que entre 58% a 60% da safra tenha sido cultivada. Chuvas excessivas e temperaturas mais frias estão atrasando o progresso do plantio no norte do Cinturão Agrícola. Nas regiões de Wisconsin, Missouri e sul de Minnesota será necessário, pelo menos, 5-7 dias de estiagem e temperaturas altas para firmar o solo argiloso e permitir a entrada de maquinário pesado", destacou a AgResource.

Até a última semana, cerca de 39% da área prevista para essa temporada havia sido plantada. Ainda conforme dados da AgResource, "as previsões continuam trazendo chuvas sucintas para todo o Cinturão Agrícola, uma mudança nos mapas é necessária para manter o bom progresso da safra nos Estados Unidos".

Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
13/08/18 - Arábia Saudita corta produção com Opep prevendo superávit em 2019
  - USDA: Embarques semanais de soja e milho dos EUA ficam dentro das expectativas
  - Soja: Mercado testa leve ajuste em Chicago e trabalha do lado positivo da tabela na tarde desta 2ª
  - Milho: Mercado mantém quedas na CBOT nesta 2ª feira com clima favorável no Meio-Oeste
  - USDA informa venda de 142,5 mil t de soja para o México
  - MS já colheu mais da metade da área cultivada com milho na segunda safra
  - Colheita da 2a. safra de milho no MS atinge 53,3% da área
  - Milho: Em Chicago, mercado ainda reflete números do USDA e inicia semana com desvalorização de mais
  1%
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Milho: Preços sobem na BM&F nesta 2ª feira com influência do câmbio e atento ao clima no Brasil
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/