Domingo, 21 de outubro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Empresas adquiriram 465 TWh de energia renovável em 2017, aponta Irena  

25/05/2018 - Um volume de energia próximo da demanda geral de eletricidade da França. Essa foi a quantidade de energia elétrica fornecida a empresas de 75 países, que adquiriram ativamente 465 TWh de energia renovável durante 2017, de acordo com o novo relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (Irena, na sigla em inglês). O levantamento indica que com o contínuo declínio nos custos das chamadas fontes limpas, a tendência é que a demanda corporativa siga aumentando à medida que as empresas procurem reduzir as contas de energia, protegendo-se contra picos de preços futuros e atentando-se às preocupações de sustentabilidade.

O documento Corporate Sourcing of Renewables: Market and Industry Trends (Fornecimento Corporativo de Energias Renováveis: Mercado e Tendências do Setor) é a primeira avaliação global sobre tendências e políticas no fornecimento corporativo de renováveis, indicando um caminho importante para a transformação sustentável do setor energético alinhado aos objetivos estabelecidos no Acordo de Paris.

De acordo com o relatório, as preocupações ambientais e de sustentabilidade, a responsabilidade social com a gestão da reputação e os objetivos econômicos e financeiros são os três principais impulsionadores do fornecimento corporativo. Para o diretor-geral da Irena, Adnan Z. Amin, este tipo de abastecimento se tornou um fator fundamental para a estratégia de negócios nos últimos anos. "Embora as preocupações ambientais tenham iniciado essa tendência crescente, o fortalecimento do business case e a estabilidade de preços oferecida pelas energias renováveis %B%Bpodem oferecer uma vantagem competitiva às corporações e apoiar o crescimento sustentável", avaliou Amin.

A pesquisa apresentada nesta quinta-feira, 24 de abril, na Nona Reunião Ministerial sobre Energia Limpa em Copenhague, mostra que metade das mais de 2.400 grandes empresas analisadas estão voluntariamente adquirindo ou investindo em autogeração de eletricidade renovável para suas operações. Das avaliadas pelo estudo, mais de 200 pelo menos tem metade de sua energia a partir de fontes renováveis. A autogeração é o modelo de fornecimento mais comum, seguido por certificados de atributos de energia (EACs) e contratos de compra de energia (PPAs).

Segundo Amin, as corporações são responsáveis %B%Bpor cerca de dois terços da demanda final total de eletricidade do mundo, configurando uma transformação que merece ser observada. "À medida que os governos em todo o mundo reconhecem esse vasto potencial, o desenvolvimento de políticas que fomentem e incentivem o abastecimento corporativo no setor de eletricidade e além, injetará investimentos adicionais necessários em energia renovável".

O relatório conclui que a tendência de fornecimento corporativo é generalizada e dinâmica, com as empresas participando da prática proveniente de vários setores. Em volume, a maior parte da energia renovável foi consumida no setor de materiais, enquanto as maiores parcelas do consumo de eletricidade renovável são encontradas nos setores financeiro e de tecnologia da informação, com 24% e 12% respectivamente. Os países da Europa e da América do Norte continuam a representar a maior parte do sourcing corporativo.


Fonte: CanalEnergia
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/10/18 - "Pilha biológica" e tecnologias inovadoras rendem prêmios a cientistas da USP
  - Com início de chuvas, comitê decide não ligar termelétricas mais caras
17/10/18 - Níveis no Norte caem 0,7% e reservatórios operam com 33%
  - Energia de biomassa cresce 11% e ocupa 3º lugar na matriz energética brasileira
16/10/18 - Aneel aprova reajustes em tarifas de energia de distribuidoras
  - Ministério de Minas e Energia divulga Boletim Mensal de Energia referente ao mês de julho
15/10/18 - Orlando desafia Trump e abraça energias renováveis
  - A biomassa de cana quebra paradigmas
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Empresas adquiriram 465 TWh de energia renovável em 2017, aponta Irena
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/