Quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
ANP: Leilão garante arrecadação extra de R$ 40 bi nos próximos anos  

08/06/2018 - O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou hoje (7) que o ágio obtido na 4ª Rodada de Partilha do Pré-Sal permitirá uma arrecadação R$ 40 bilhões maior que a prevista para os próximos anos.

O leilão contratou três das quatro áreas ofertadas com um ágio de 202,3%. No caso do leilão de partilha, o ágio se dá sobre a oferta mínima de excedente em óleo à União. De acordo com Décio, a arrecadação adicional se dará ao longo dos anos em que os contratos vigorarem.

"Foi mais um leilão extremamente exitoso, em que a gente conseguiu atrair competitividade, fazendo com que a arrecadação aumente. Nossa estimativa é de que as receitas esperadas pela União, estados e municípios cresçam em R$ 40 bilhões. É muito mais do que o bônus de assinatura apresentado hoje. Isso é fruto do ágio que tivemos nas ofertas, mostrando o potencial que o pré-sal tem".

Décio destacou que, pela primeira vez, a Petrobras teve que exercer seu direito de preferência para se manter nos blocos que a interessavam, o que, avaliou, é mais uma prova da competição gerada pela atratividade dos blocos.

Segundo a ANP, com o excedente em óleo de 75% no bloco de Uirapuru, o Estado Brasileiro deve arrecadar 90% da receita líquida do projeto. "É algo que não se vê nem no Oriente Médio. Isso significa que extraídos os investimentos e os custos das companhias, da receita líquida dos projetos, 90% ficará com a sociedade brasileira".

Além do ágio de 202%, o leilão rendeu R$ 3,15 bilhões em bônus de assinatura e contratou investimentos previstos que somam R$ 738 milhões.


Petrobras

O diretor-geral da ANP disse que apesar de a Petrobras ter recorrido ao direito de preferência para ser operadora de dois blocos, a estatal teve papel protagonista no leilão.

"A competição forçou a Petrobras a aumentar a oferta que ela tinha feito. Se ela não tivesse feito isso, os outros teriam mantido a oferta inicial que fizeram em beneficio dos seus acionistas. Foi decisão soberana da Petrobras. Ela mostra a atratividade dos nossos ativos".

Como na abertura do leilão o diretor-geral da ANP destacou que a agência não iria interferir na política de formação de preços de combustíveis da Petrobras nem de outras empresas, explicou que a consulta pública convocada para semana que vem vai ouvir a sociedade sobre a periodicidade nos repasses dos reajustes ao consumidor.

"Em nenhum momento está sendo discutida qualquer imposição que prejudique ou que traga perdas para qualquer empresa do mercado brasileiro", disse Décio, que raafirmou que uma intervenção na formulação de preços seria um desserviço à estatal.


Itaimbezinho

A falta de ofertas pelo bloco de Itaimbezinho, na Bacia de Campos, surpreendeu a ANP. Segundo Décio, o bloco foi incluído na rodada porque uma empresa havia manifestado interesse. A companhia se inscreveu no leilão, mas não apresentou proposta.

"Entre o momento em que houve a inclusão e o dia do leilão, eles devem ter feito uma análise e acreditaram que não era importante fazer uma oferta", disse.

Itaimbezinho foi o único dos quatro blocos da rodada a não receber ofertas.

O secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, João Vicente de Carvalho Vieira, informou que está em discussão no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) a possibilidade de incluir áreas do polígono do pré-sal na oferta permanente, o que incluiria Itaimbezinho.

Nesta semana, o conselho decidiu que não haverá mais leilões de áreas em terra no país. Todas elas serão incluídas na oferta permanente, mesmo as de nova fronteira.

07/06/18
Vinicius Lisboa com edição de Fernando Fraga

Fonte: Agência Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
17/01/19 - Brasil quer que comércio exterior responda por 30% do PIB até fim do governo, diz fonte
  - Saldo da balança comercial do agro registra saldo negativo em SP
  - Petrobras eleva em 2,5 % preço médio da gasolina nas refinarias partir de sábado
  - ANP libera Petrobras para retomar capacidade plena da Refinaria de Paulínia
  - Petrobras retoma fornecimento de gasolina de aviação agrícola
  - Petrobras mantém sem alteração preço médio da gasolina nas refinarias em 18/01, em R$1,499
  - Ibovespa mostra fraqueza com exterior e à espera de novidades sobre reformas
  - China e commodities lideram aumento das exportações brasileiras
  - China impulsiona aumento das exportações brasileiras
15/01/19 - Petrobras manifesta interesse em ser operadora de 3 blocos na 6ª rodada do pré-sal
10/01/19 - Presidente do BC do México diz que problemas de abastecimento de combustível podem afetar economia
04/01/19 - Governo não interferirá em preços de combustíveis, que precisam ser razoáveis, diz ministro
20/12/18 - ANP realiza audiência pública sobre combustíveis de aviação
  - Preço alto para açúcar no Brasil pode levar a cancelamentos de exportação, dizem analistas
19/12/18 - Primeiro leilão do pré-sal sob Bolsonaro pode arrecadar até R$ 7,85 bilhões
06/12/18 - Guedes quer adiar negociação para dividir recursos do pré-sal para o ano que vem
05/12/18 - Para destravar megaleilão, Congresso quer benefício para Cemig e gasodutos
27/11/18 - Bolsonaro tenta nova saída para cessão onerosa
26/11/18 - Preço da gasolina despenca na refinaria, mas resiste na bomba
22/11/18 - Bolsonaro quer mudar regime de exploração no pré-sal para concessão, diz fonte
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
ANP: Leilão garante arrecadação extra de R$ 40 bi nos próximos anos
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/