Terça-feira, 20 de novembro de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Preço internacional do petróleo pesa mais que o risco político na Petrobras  

05/07/2018 - No mercado internacional, o valor do barril de óleo do tipo Brent subiu 0,60% para US$ 77,80 em Londres, enquanto o óleo do tipo WTI avançou 0,27% para US$ 74,14 por barril no Texas (EUA).

Os investidores da bolsa de valores brasileira (B3) já estão levando mais em conta a alta do preço internacional do petróleo do que o risco doméstico na avaliação de papéis do setor de combustíveis como Petrobras e Braskem.

É o que se percebe da avaliação de analistas que cobrem o setor. De 11 analistas que acompanham o desempenho da Petrobras, nove recomendam a manutenção, e dois a compra dos papéis ordinários (ON) ou preferenciais (PN). E no caso de Braskem PNA, de sete analistas, cinco recomendam a compra e dois a manutenção.

"Mesmo com os riscos políticos - de interferência do governo nos preços domésticos - ninguém está orientando a venda desses papéis. O preço internacional do petróleo está instável, mas com tendência de alta, e tem forte correlação com o valor das ações", diz o analista da Spinelli, Álvaro Frasson.

Na opinião dele, a entrada de Ivan Monteiro na presidência da Petrobras após a saída de Pedro Parente (atualmente na BRF) não trouxe prejuízos aos papéis. "Os investidores estão menos preocupados do que antes. O risco político e jurídico existe, mas para o mercado - até o momento - não houve uma interferência tão grande. Se o reajuste dos combustíveis é diário ou mensal é uma questão, mas o importante é que acompanha o preço internacional do barril de petróleo", argumentou o analista.

Por outro lado, ele alerta que se determinados candidatos à presidência da República tomarem a dianteira nas pesquisas com a ideia de vinculação do preço dos combustíveis ao custo da produção local, o risco aumentará. "O discurso de Ciro Gomes (PDT) vai nesse sentido", mencionou Frasson.

Ontem, o papel Petrobras PN fechou em alta de 0,17%, a R$ 17,50. No mercado internacional, o preço do barril de petróleo do tipo Brent subiu 0,60% para US$ 77,80 em Londres. Já o tipo WTI avançou 0,27% para US$ 74,14 por barril de petróleo no Texas (EUA).

No caso da Braskem, o analista completou que o papel da petroquímica se beneficia do movimento de valorização de petróleo. "A empresa consegue preços até acima das variações internacionais e deve mostrar margens melhores nesse ano", disse o analista da Spinelli.

Ao mesmo tempo, ele avisa sobre um possível reflexo da venda pela Odebrecht de sua participação societária. "Se a compradora for a holandesa Lyondell Basell, os clientes da Braskem podem questionar o governo sobre a alíquota antidumping [de 14%] que protege a companhia brasileira", disse.

Ontem, no fechamento do mercado da B3, o papel Braskem PNA mostrou queda de 0,67%, cotado a R$ 50,40. Carteiras recomendadas Na Coinvalores, a analista-chefe Sandra Peres manteve a recomendação de Petrobras PN e Cosan ON, essa última ação também se beneficia da alta dos preços dos combustíveis no mercado internacional, por causa do aumento da competitividade do etanol no ambiente doméstico.

"Internacionalmente, as questões políticas na Europa, a dinâmica de preços do petróleo e as iniciativas protecionistas de Trump deverão guiar o movimento das Bolsas ao longo do mês de julho", relatou Sandra Peres.

Na Planner Corretora, também houve a entrada de Petrobras PN na carteira recomendada de julho, assim como a permanência de Cosan ON no portfólio para investimentos.

Ernani Fagundes
Fonte: DCI - Diário do Comércio, Indústria & Serviços
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/11/18 - A Petrobrás vai focar só no que tem competência para fazer, diz Castello Branco
  - Bolsonaro discute privatizar parte da Petrobras
19/11/18 - Japão e Coreia do Sul planejam retomar importação de petróleo do Irã em janeiro
  - Política dos EUA faz preço do petróleo oscilar
  - Bolsonaro diz que Petrobras pode ser privatizada ´em parte´
14/11/18 - Opep e aliados discutem cortar produção de petróleo em até 1,4 mi bpd, dizem fontes
  - Petróleo despenca, afeta Petrobras e pressiona Bolsa
  - Petrobras reduzirá preço da gasolina em 3,14% nas refinarias a partir de quinta
  - Petrobras reduz em 3,14% preço da gasolina na quinta; queda no mês é de 13,58%
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Preço internacional do petróleo pesa mais que o risco político na Petrobras
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/