Terça-feira, 17 de julho de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Complexo eólico da Engie começa a gerar energia Bahia  

06/07/2018 - A Engie anunciou que irá investir R$ 2,9 bilhões em projetos eólicos no Brasil até 2020. A iniciativa faz parte da estratégia global adotada pela empresa de apostar em seu crescimento através da geração renovável. No caso, dois grandes complexos eólicos estão em construção na Bahia: Campo Largo, que iniciou a operação comercial na última quarta-feira (4), e Umburanas, em fase de obras civis, e que iniciará operações no início de 2019.

Os empreendimentos terão capacidade de gerar, respectivamente, 326,7 MW e 360 MW em suas primeiras fases, respondendo por cerca de 60% da capacidade dos projetos em desenvolvimento mais avançado da empresa. "Ainda que não tenham a construção iniciada, os complexos estão aptos a participar de leilões regulados de compra de energia", afirmou o diretor presidente da Engie Brasil Energia, Eduardo Sattamini, citando como exemplo o projeto Santo Agostinho (700 MW), no Rio Grande do Norte. No médio prazo, a capacidade instalada da companhia poderá ser ampliada em 2 GW.

A primeira fase do complexo Campo Largo prevê 11 parques eólicos e já conta com a EOL Campo Largo VII, que possui 11 aerogeradores e 29,7 MW de potência instalada e em operação comercial aprovada pela Aneel. De acordo com Sattamini, o cluster Campo Largo/Umburanas é o maior complexo eólico que a companhia já empreendeu. Ele também destacou que a logística para realizar as atividades em uma área extensa, com mais de 70 km de acessos internos, é o grande desafio dos projetos.

Umburanas teve suas obras civis iniciadas em janeiro deste ano, com a construção das vias internas e das fundações para os 144 aerogeradores de suas 18 centrais eólicas. A expectativa é que esta etapa da obra termine em dezembro. Em paralelo, estão sendo construídas linhas de transmissão e uma subestação, a ser energizada no final de outubro.

Os dois complexos contaram com R$ 273,6 milhões em recursos durante primeiro trimestre de 2018. Trairi (115 MW) e Santa Mônica (97,2 MW), ambos no Ceará, já operam comercialmente, além de uma unidade de pesquisa e desenvolvimento em Tubarão, Santa Catarina (2,1 MW).


Projetos sociais

Os projetos se beneficiam da sinergia de suas infraestruturas e têm levado diversos benefícios à população local, carente de infraestrutura e serviços: "Estamos empregando 2.300 pessoas nos dois complexos e já investimentos R$ 6 milhões em projetos sociais, além de R$ 7 milhões na pavimentação do acesso externo", contou Sattamini.

As ações incluem a doação de ambulâncias para a Secretaria de Saúde de Umburanas, a construção de hortas comunitárias irrigadas, a reforma do telhado de uma escola e de uma praça, que terá área de lazer para crianças e adolescentes.

Outra iniciativa com excelentes resultados é aplicação de R$ 700 mil em um projeto de alfabetização de jovens e adultos, com mais de 150 inscritos. "Essa é uma medida que me traz muita felicidade, pois estamos transformando a realidade dessas pessoas, ampliando seus horizontes e sua percepção da vida, a partir do fato de aprenderem a ler e a escrever", declarou o executivo.

05/07/18
Fonte: CanalEnergia
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
17/07/18 - Contas de luz podem subir até 3,86% após reajuste em receita de hidrelétricas
  - Níveis baixam 0,2% no SE/CO e reservatórios operam acima de 37%
  - Joint venture da Vale e Cemig avalia compra de ativo da Renova Energia, dizem fontes
16/07/18 - Reservatórios do Norte operam acima de 70%
  - Energia elétrica pressiona inflação ao consumidor no IGP-10 de julho
  - Volume diminui no Nordeste e reservatórios operam abaixo de 37%
11/07/18 - Aneel libera 29,7 MW eólicos para testes na Bahia
  - Petrobrás vai investir em energia limpa
03/07/18 - Aneel suspende operação comercial de eólicas no Ceará
27/06/18 - São Paulo terá Arranjo Produtivo voltado a geração renovável
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Complexo eólico da Engie começa a gerar energia Bahia
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/