Tera-feira, 19 de fevereiro de 2019
:
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Alguns exportadores de gros avaliam parar por alta do frete; custo sobe US$5 bi/ano  

10/09/2018 - Algumas empresas exportadoras de gros do Brasil avaliam paralisar atividades se no forem tomadas medidas para acabar com uma tabela de fretes mnimos rodovirios que inviabiliza negcios e resulta em custos adicionais para o setor de pelo menos 5 bilhes de dlares ao ano, disse um representante da Associao Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

Os custos extras estimados foram elevados aps um reajuste nos valores dos fretes da tabela na quarta-feira da semana passada, que acrescentou grandes montantes numa conta que j era bilionria, afirmou Reuters o diretor-geral da Associao Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Srgio Mendes, nesta segunda-feira.

"Tem de resolver logo (essa questo da tabela), tem empresas dizendo que no vo assumir o passivo (do custo adicional), que vo parar tudo. Tem exportador to preocupado que est pensando em parar, para no assumir um passivo incapaz de pagar", declarou Mendes, ressaltando que tradings j trabalham com margens mnimas no mercado de commodities agrcolas.

O diretor-geral no detalhou quais empresas poderiam parar de operar. O Brasil o maior exportador global de soja e tem sido o segundo em milho.

Mendes lembrou que nos ltimos quatro anos as empresas do setor de gros tm trabalhado com 1 por cento de margem lquida, e destacou que a tabela achata um resultado que j era mnimo, embora o segmento movimente dezenas de milhes de toneladas todos os anos.

O custo anual com o transporte rodovirio, o principal modal utilizado para levar as cargas at os portos exportadores, subiu de 170 reais por tonelada de gros (antes da tabela) para 225 reais, aps a implantao da tabela, e agora para 236 reais por tonelada, com o reajuste nos valores feito na semana passada, para adequar o custo a uma alta de mais de 10 por cento no preo do diesel.

"Estamos falando de um aumento de 66 reais por tonelada no frete", disse ele, afirmando que isso leva em conta os custos para transportar as safras de soja e milho em rota do Centro-Oeste at Santos, sem considerar o chamado "frete retorno", cujo custo passou a ser includo nos gastos pela lei que instituiu a tabela.

O setor, que considera a tabela inconstitucional, por ferir leis de mercado, j entrou com pedidos de anulao da lei no Supremo Tribunal Federal, que ainda no se posicionou sobre o assunto.

"Cinco bilhes de dlares! Ora, isso mais de 10 por cento de tudo que est na balana comercial de gros, como vai absorver um negocio deste? No sei como foram aprovar um negcio deste", disse o diretor-geral da Anec, ao comentar a lei aprovada como parte de um pacote para liberar estradas bloqueadas por caminhoneiros em maio.


Perdas para o milho

Segundo Mendes, o Brasil no pode esperar at o prximo ano ou at o prximo presidente para resolver esta questo.

No caso da soja, os embarques esto volumosos e devem ser recordes neste ano, at porque muitos negcios j estavam realizados antes da tabela com a ajuda de preos elevados com a demanda chinesa para driblar um tarifa imposta ao produto dos EUA, os embarques brasileiros ganharam impulso adicional.

J no caso do milho, cujas exportaes tendem a ganhar fora no segundo semestre, os efeitos da tabela do frete vo reduzir embarques.

A Anec estima que o pas deixar de exportar neste ano o equivalente a 1,8 bilho de dlares do cereal, cujo frete rodovirio tem um peso maior no negcio, uma vez que o preo da tonelada do milho menor do que o da soja.

"Tnhamos projeo de exportar 32 milhes de toneladas de milho este ano, e se chegar a 20 est muito bom. Essa diferena de 12 milhes de toneladas pode computar como perdas."

No ano passado, segundo dados do Ministrio da Agricultura, as exportaes de milho do Brasil somaram 29,2 milhes de toneladas, ou 4,6 bilhes de dlares.

Roberto Samora
Fonte: Reuters
Notcias de outros veculos so oferecidas como mera prestao de servio
e no refletem necessariamente a viso da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Alguns exportadores de gros avaliam parar por alta do frete; custo sobe US$5 bi/ano
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/