Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
:
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Produo de bioeletricidade cresceu 11% at agosto  

20/09/2018 - De janeiro a agosto de 2018, a fonte biomassa, da qual a cana-de-acar tem 77% de participao, ofertou 17.356 GWh para o Sistema Interligado Nacional (SIN). Segundo levantamento da Unio da Indstria de Cana-de-Acar (UNICA) feito a partir de dados preliminares da Cmara de Comercializao de Energia Eltrica (CCEE), houve um crescimento de 11% em relao ao volume produzido no mesmo perodo do ano passado, ou o suficiente para iluminar mais de 9 milhes de residncias com uma fonte limpa e renovvel durante um ano todo.

"O aumento foi favorecido pelo clima seco observado desde o incio desta safra, o que ajudou na colheita da cana e, por consequncia, na obteno da biomassa para a gerao de bioeletricidade. Contudo, ao final deste ano, este percentual poder variar em funo do esperado encerramento antecipado da moagem de cana pelas usinas do Centro-Sul", avalia o gerente em Bioeletricidade da UNICA, Zilmar de Souza. O executivo apresentou outros dados referentes bioeletricidade no 1 Seminrio Energias Renovveis e Eficincia Energtica, evento prestigiado pelo subsecretrio de Energias Renovveis da Secretaria de Energia e Minerao do Estado de So Paulo, Antonio Celso de Abreu Junior, nesta tera-feira (18/09), em Araatuba (SP).

De acordo com o levantamento da UNICA, a oferta de bioeletricidade entre janeiro e agosto deste ano representou 4,7% do consumo nacional de energia eltrica. O percentual pode atingir at 8% nos meses em que o ritmo da colheita da cana avana no Centro-Sul, de maro a outubro.

"Em julho deste ano, a bioeletricidade ofertada correspondeu a 7,8% do consumo de energia no Pas. Essa maior participao de uma fonte renovvel e disponvel durante o perodo seco, quando os reservatrios das hidreltricas esto mais baixos, ajudou a atenuar os efeitos negativos advindos da bandeira tarifria vermelha, que justamente naquele ms atingiu seu patamar mais alto", avalia Zilmar.

Desde o ano de 2015, as contas de energia adotam o Sistema de Bandeiras Tarifrias, que apresenta as modalidades verde, amarela e vermelha. Neste ano, desde junho, o sistema est na bandeira vermelha, no patamar mais crtico e oneroso (nvel 2), com os consumidores pagando R$ 5,00 adicionais a cada 100 kWh consumidos. Recente previso do Operador Nacional do Sistema indica que a bandeira dever ficar vermelha at dezembro deste ano.

Ainda, de acordo com Zilmar, essa energia renovvel da bioeletricidade ofertada para o SIN, de janeiro a agosto de 2018, foi equivalente a ter evitado a emisso de mais de 5 milhes toneladas de CO2, marca que somente seria atingida com o cultivo de 36 milhes de rvores nativas ao longo de 20 anos. Tambm por conta da gerao acontecer no perodo seco do sistema, foram economizados 12% da gua dos reservatrios hidreltricos do principal submercado do setor eltrico, o Sudeste/Centro-Oeste, responsvel por quase 60% do consumo nacional. Nesta tera-feira (dia 18), os reservatrios nessa regio operaram com menos de 25% de sua capacidade.

Para saber mais sobre a bioeletricidade e sua produo em 2018, acesse aqui a apresentao feita pelo executivo da UNICA no seminrio promovido pela prefeitura de Araatuba, Federao das Indstrias do Estado de So Paulo (Fiesp), Centro das Indstrias do Estado de So Paulo (CIESP), e pela empresa Alta Noroeste.

19/09/18
Fonte: Unica
Notcias de outros veculos so oferecidas como mera prestao de servio
e no refletem necessariamente a viso da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
20/02/19 - Governo mantm subsdio do agronegcio na energia
15/02/19 - BP v crescimento de energias renovveis disparando nas prximas dcadas no mundo
14/02/19 - PR planeja aumentar investimentos em biomassa para ampliar oferta de energia
31/01/19 - Frana considera converso de usina de carvo a biomassa
30/01/19 - Corporaes nunca tiveram tanto apetite por energia no poluente
17/01/19 - Amrica Latina e frica podem se beneficiar da produo de bioenergia da cana
14/01/19 - Pesquisa destaca potencial no aumento da produo de bioenergia de cana na Amrica Latina e frica
02/01/19 - Em ltimo dia de governo, Frana recua e devolve R$ 140 milhes para Fapesp
19/11/18 - Brasil levar quase 120 anos para aproveitar potencial da bioeletricidade canavieira
19/10/18 - Projeto de Jardim institui o dia nacional da bioenergia
15/10/18 - A biomassa de cana quebra paradigmas
09/10/18 - Cresce demanda por bioeletricidade na matriz energtica brasileira
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Produo de bioeletricidade cresceu 11% at agosto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/