Tera-feira, 19 de fevereiro de 2019
:
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Frum de Articulistas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Etanol e veculos flex-fuel: possibilidade de escolha e a economia efetiva aos consumidores  

06/02/2019 - O mercado brasileiro de combustveis leves apresenta caracterstica nica no mundo. No h outro Pas com uma frota de quase 5 milhes de motocicletas e 30 milhes de veculos aptos a utilizarem qualquer combinao entre gasolina e etanol hidratado. Lanada em maro de 2003, a tecnologia flex-fuel rapidamente se consolidou no Brasil e hoje est presente em 46% das motocicletas e 96% dos automveis novos comercializados domesticamente.

Associa-se a essa singularidade, o pioneirismo brasileiro no desenvolvimento e uso do etanol combustvel, com vasta experincia na produo, alm de logstica de distribuio e infraestrutura que garantem a oferta do biocombustvel nos postos revendedores em todo o territrio nacional.

Essas caractersticas oferecem ao consumidor brasileiro uma opo privilegiada: a possibilidade de escolher o combustvel desejado a cada abastecimento, dependendo do preo relativo dos produtos e de suas preferncias. Trata-se de uma condio que no encontra paralelo em nenhuma outra nao do globo.

A possibilidade de escolha garante maior competio e, a partir de mecanismos de mercado, reduz o risco de preo dos combustveis aos proprietrios de veculos flexveis. Dito de outra maneira, essa condio oferece uma proteo estrutural ao consumidor diante das variaes no valor da gasolina.

Os preos do etanol e da gasolina no mercado domstico so determinados por inmeros fatores inerentes as particularidades de cada setor. No caso do etanol, se destacam a estrutura produtiva pulverizada e competitiva, o maior tempo de resposta da oferta, o impacto de fatores climticos e biolgicos na produo, a sazonalidade da oferta durante os perodos de safra e entressafra, entre outros aspectos presentes nos mercados de commodities agrcolas. A gasolina, por sua vez, apresenta valor definido a partir de uma estrutura altamente concentrada, com influncia das mudanas na taxa de cmbio e nas condies no mercado internacional de petrleo, especialmente aps a nova poltica de preos praticada domesticamente.

nesse contexto complexo, com mltiplos fatores inter-relacionados determinando os preos dos produtos, que o consumidor nacional pode aproveitar as variaes nos valores de bomba para auferir economia em seus gastos com combustveis. Aproveitando-se dessa dinmica, o proprietrio de veculo flex pode optar pelo biocombustvel toda vez que o preo relativo entre hidratado e gasolina for inferior ao diferencial de rendimento dos dois produtos (razo entre a quantidade de quilmetros percorridos com cada combustvel).
Com efeito, em 2018 a liberdade de escolha do combustvel propiciou uma economia prxima de R$ 6,5 bilhes aos consumidores brasileiros. Essa estimativa considera o menor gasto por quilmetro rodado toda vez que o preo do etanol hidratado se situa abaixo de 73% do valor praticado para a gasolina - estudos de campo indicam que esse percentual reflete o diferencial mdio rendimento dos combustveis na frota nacional operando em condies reais.

Em 14 das 27 unidades da Federao, os consumidores locais usufruram desses ganhos, com destaque para os Estados de So Paulo, Minas Gerais, Gois, Mato Grosso e Paran, que concentraram 98% da economia total (Figura 1). Cabe mencionar que esses Estados representam 55% da frota de veculos leves no Pas e apresentam uma poltica tributria que reconhece os benefcios sociais, econmicos e ambientais dos biocombustveis.



No acumulado desde 2003, ano de lanamento dos veculos bicombustveis, a economia advinda da presena do etanol no mercado nacional alcanou quase R$ 65 bilhes (Figura 2).
Esse montante equivale a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro que deixou de ser gasto com a compra de combustvel e foi empregado na aquisio de outros produtos, com efeito multiplicador significativo na ativao da economia nacional.



Esses nmeros evidenciam a importncia da preservao e consolidao do etanol na matriz nacional, com economia expressiva aos consumidores de combustveis, alm dos j conhecidos efeitos positivos na gerao de empregos, na interiorizao do desenvolvimento, na reduo dos gastos com sade pblica, na reduo do dficit na balana comercial dos derivados e na mitigao das emisses de gases causadores do efeito estufa.


*Coautor Jos Guilherme de Oliveira Belon, economista pela Pontifcia Universidade Catlica de Campinas (PUC-Campinas). analista econmico na UNICA e ps-graduando em economia pela Fundao Getlio Vargas (FGV).

Luciano Rodrigues
Doutor em Economia Aplicada pela Universidade de So Paulo (USP), com graduao em Engenharia Agronmica pela mesma instituio. Gerente de economia e anlise setorial da UNICA.
Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores, no representando,
necessariamente, a opinio e os valores defendidos pela UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
19/02/19 - ANP v crescimento do mercado de combustveis acima do PIB em 2019
  - Com alta de preo, consumo de gasolina cede espao para lcool
  - Etanol: Hidratado remunera mais que anidro pela 1 vez nesta temporada
  - Acar branco sobe em Londres; Etanol segue em alta
  - Etanol hidratado sobe 7% na semana e remunera mais que anidro pela 1 vez na safra
  - Vendas de pneus ficam estveis em 2018
18/02/19 - Vendas de veculos na China caem em janeiro pelo 7 ms seguido
  - Tecnologia aposta para trazer popularidade aos carros eltricos
  - Preo e recarga ainda afastam comprador do carro eltrico, dizem pesquisas
15/02/19 - Eltrico no nica soluo questo ambiental, defendem montadoras
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Etanol e veculos flex-fuel: possibilidade de escolha e a economia efetiva aos consumidores
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/