UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Fórum de Articulistas Aumentar a letra    Diminuir a letra
2017 e os bons ventos de esperança para a bioenergia  

31/01/2017 - Adentramos ao ano de 2017 com as esperanças renovadas e com novos ares de que enfim, finalmente, podemos enxergar o horizonte à nossa frente e juntos nos guiarmos por um caminho de progresso a nosso tão sofrido setor bioenergético.

Os bons ventos que sopram aqui possuem vários fatores distintos, mas que juntos, permitem que uma brisa refrescante toque nossos rostos e nos faça, novamente, sorrir.

Não se trata, é óbvio, de uma euforia como a vivida em meados dos anos 2000. Hoje estamos mais maduros, e as sequelas da crise ainda nos impedem de comemorar de forma mais efusiva os bons ares. De toda a forma, viver com esperança é melhor do que imaginar quando o fim do poço vai chegar...

Dentre os fatores que nos trazem esta esperança está, seguramente, as movimentações do governo Michel Temer, que passou a olhar com outros olhos para nosso segmento, dando-nos a real importância que temos dentro do contexto de retomada de crescimento de nosso País.

Esquecido por anos nas gestões de Dilma Rousseff e mesmo no último mandato de Lula, hoje enxergamos com clareza a movimentação que envolve diversos ministérios na discussão de planos e políticas de Estado que possam dar sustentação a este setor, responsável por grande parcela dos empregos e do PIB do agronegócio brasileiro.

Do Ministério do Meio Ambiente a movimentação é pela criação de consulta pública, já em andamento, a fim de se formatar uma estratégia para a implementação do compromisso assumido pelo Brasil na COP 21. Vale ressaltar que dentre esses compromissos temos a produção de mais de 54 bilhões de litros de etanol e o aumento da participação da bioeletricidade na matriz energética brasileira para 68 TWh/ano, em 2030.

A simples discussão do tema já é importante, pois traz a bioenergia novamente em pauta, tirando do ostracismo o setor que via, perplexo, o antigo governo assumindo metas sem qualquer planejamento para sua execução.

Do Ministério de Minas e Energia, liderado pelo competente ministro Fernando Coelho Filho e sua equipe, enxergamos talvez a principal esperança de dias melhores. Lançado no final de 2016, o RenovaBio começa a ganhar forma e grupos de trabalho estão sendo criados para a discussão das principais premissas que sustentarão o programa, tão necessário para que o setor volte a crescer.

Com a participação de vários elos da cadeia bioenergética, como o Fórum Nacional Sucroenergético, as distribuidoras, a EPE, o próprio Ministério de Minas e Energia, o Ministério da Agricultura, consultorias, enfim, uma seleção de grandes mentes do setor se debruça, agora, na busca da melhor estratégia para que o RenovaBio possa, de fato, ser esta esperança que tanto necessitamos.

Outro fator que nos renova são as condições climáticas, por ora, favoráveis. Depois de um setembro e outubro do ano passado bem seco, vimos uma retomada das chuvas mais regulares nos meses de dezembro e janeiro, o que nos permite prever que mesmo com uma menor renovação, o que culminará em um canavial mais velho este ano, a depender das chuvas de fevereiro e março, poderemos experimentar uma safra bem próxima da 2016/17, limitando, assim, as perdas.

Todo este otimismo, no entanto, está respaldado em grande responsabilidade. Aprendemos com a euforia do passado, e agora é hora de voltar a crescer com bases mais sólidas.

De toda a forma esse melhor momento não está passando despercebido pelo mundo. Voltaram-se os interesses de grandes multinacionais em ativos do setor, hoje bem depreciados com a fragilidade de nossa economia e as taxas cambiais crescentes.

Esse interesse é respaldado, também, por uma conjuntura internacional que volta, depois de mais de cinco anos de superávit, a ver uma quebra na produção de açúcar global com perspectiva de déficit na ordem de 5 milhões de toneladas.

Agora é fazermos nossa lição de casa, reorganizarmos nosso setor, e, quem sabe, voltarmos a ter orgulho de sermos produtores da melhor alternativa mundial aos combustíveis fósseis...

Antonio Cesar Salibe
Presidente Executivo da UDOP
Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, não representando,
necessariamente, a opinião e os valores defendidos pela UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
21/08/19 - Açúcar: contratos futuros registram ligeira queda em NY e Londres
  - PIB agropecuário deve crescer 0,5% em 2019
  - Brasil decide taxa de importação de etanol dos EUA no momento em que Trump intervém no setor
  - Etanol poderá alcançar novo recorde no ´mix´ de produção das usinas
  - Centro-Oeste responderá por 28% do aumento da nova safra de soja do país, diz Aliança
  - Colheita da 2a. safra de milho no PR chega a 93% da área
  - Milho: Mercado futuro encerra a sessão desta 3ª feira com quedas na Bolsa de Chicago
  - Índices da China têm pouca movimentação antes de sinais de bancos centrais
  - Soja sobe levemente em Chicago nesta 4ª feira com foco dividido entre geopolítica e safra dos EUA
  - Milho: quarta-feira começa com leves altas na Bolsa de Chicago
  - Consumidores esperam inflação de 5,1% em 12 meses a partir de agosto, aponta FGV
  - Salles diz aguardar US$ 100 bi prometidos por países no Acordo de Paris
  - Taxas futuras recuam com dólar e bom humor no exterior
  - Dólar opera em queda com início de nova atuação do BC no mercado de câmbio
  - Expectativa dos consumidores para a inflação anual recua para 5,1% em agosto, aponta FGV
  - Pessoas e pragas
20/08/19 - Açúcar: Indicador continua em alta; mercado tem baixa liquidez
  - Açúcar: contratos desvalorizam nas bolsas internacionais
  - Consumo de etanol estimula investimentos
  - Etanol continua mais competitivo que a gasolina em Minas
  - Petrobras busca custo de extração no pré-sal abaixo de US$6/barril, diz CEO
  - Preços do petróleo sobem 2% por ataque na Arábia Saudita e expectativa de estímulos
  - O que há de moderno hoje na área industrial do setor sucroenergético?
  - Condições das lavouras de soja e milho pioram nos EUA, aponta USDA
  - Imea aponta que colheita do milho se encerrou no Mato Grosso
  - Milho: Mercado futuro inicia sessão desta 3ª feira em campo positivo na CBOT
19/08/19 - Colheita da 2a. safra do milho no MS chega a 78,9% da área
  - Brasil terá aumento de 2% moagem de cana em 19/20, mas teor de açúcar cairá, diz FCStone
  - ANP: gasolina avança em 15 estados e no DF; valor médio sobe 0,16% no país
  - OMC aprova abertura de painel contra subsídios da Índia ao açúcar
  - Agropecuária nordestina ganha plano de ação para o seu desenvolvimento
  - Preços dos combustíveis sobem nos postos na semana, diz ANP
  - Etanol americano pode adiar (de novo) triunfo do biocombustível brasileiro
  - Ribeirão Preto sediará curso sobre "Planejamento agrícola e gestão de custos operacionais na
  produção agrícola"
  - Açúcar: contratos futuros têm ligeira valorização nas bolsas de NY e Londres
  - ANP aprova compra de campo de petróleo da Petrobras por norueguesa BW Offshore
16/08/19 - Reformas no mercado de GLP e seus riscos
  - Opep reduz projeção para oferta brasileira de petróleo em 2019
  - Maior petroleiro do mundo se prepara para reduzir emissões
  - Brasil terá aumento de 2% moagem de cana em 19/20, mas teor de açúcar cairá, diz FCStone
  - LNBR divulga 42ª edição do Boletim de Monitoramento da cana-de-açúcar em São Paulo e Goiás
  - Safra de cana mineira já processou mais de 50% do previsto
15/08/19 - Vendas externas do agronegócio em julho somam US$ 9,2 bilhões
  - GM quer que até 2050 a energia que consome seja 100% renovável
14/08/19 - Governo prevê apoiar projeto do Senado para reforma no setor elétrico, diz secretário
  - Estudo relaciona exploração de gás natural por ´fracking´ a aumento nas emissões de gases estufa
13/08/19 - Seca e geadas devem prejudicar produtividades do milho, trigo e aveia em Apucarana/PR
  - Emissão de gases de efeito estufa na atmosfera atingiu novo recorde histórico em 2018, diz estudo
12/08/19 - Pedro Mizutani recebe o Troféu da Agroenergia
09/08/19 - EPE alcança nota máxima em índice de governança do Ministério da Economia
08/08/19 - Preços do açúcar despencam 39 pontos em Nova York
07/08/19 - Renovabio forçará aumento da produção
  - Energia limpa deve ser 40% do mix total até 2040 para cumprir metas de aquecimento global
06/08/19 - Brasil é o terceiro maior empregador na cadeia de energias renováveis
02/08/19 - Chuva e vento nos canaviais de São Paulo
  - Bioenergia: setor se reúne para discutir Renovabio
  - 4 impactos positivos do RenovaBio para as usinas
01/08/19 - Governo decide que preço horário do mercado de energia entra em vigor em 2021
31/07/19 - PR: geração de energia solar cresce mais de 900%
30/07/19 - Ministro de Relações Exteriores do Paraguai renuncia após repercussão de acordo de energia com
  Brasil
18/07/19 - Para levar milho do Brasil, navios do Irã sancionados pelos EUA aguardam combustível
  - Maior evento do setor sucroenergético de Minas Gerais será realizado em Campo Florido
16/07/19 - Biocombustíveis estarão entre principais temas da visita do 1º ministro da Índia ao Brasil em
  novembro
10/07/19 - Geada afeta canaviais na região de Ribeirão Preto, mas reflexos só devem ser percebidos em dez dias
04/07/19 - China planeja lançar futuros para combustível naval com baixo teor de enxofre em 2019
02/07/19 - Exportações de petróleo da Venezuela voltam a ultrapassar 1 mi bpd em junho
28/06/19 - EPE divulga Análise de Conjuntura de Biocombustíveis - Ano base 2018
25/06/19 - Preços do petróleo sobem antes de dados de estoque de petróleo nos EUA
24/06/19 - Zona da Mata pode produzir 230 milhões de litros de bioquerosene de aviação em 2031
17/06/19 - Irrigação localizada eleva produtividade média do canavial
11/06/19 - ANP institui programa para monitorar qualidade de combustíveis do país
15/05/19 - Bioenergia é opção para novo ciclo de desenvolvimento
30/04/19 - Projeto quer incentivar a adoção de boas práticas no Setor Sucroenergético
  - Produção local de bioenergia
23/04/19 - Modernidade na prática
17/04/19 - Atvos expande canavial e espera safra "maior" em 2019/20
11/03/19 - Biomassa do Setor Sucroenergético é responsável por 82% da bioeletricidade ofertada no Brasil
20/02/19 - Governo mantém subsídio do agronegócio na energia
31/01/19 - França considera conversão de usina de carvão a biomassa
13/12/18 - Agro sustentável contribui para o Brasil antecipar metas de redução de emissão de CO2
01/11/18 - Bancos garantem financiamento para bons projetos no setor sucroenergético
29/10/18 - Após as eleições, setor sucroenergético espera manutenção do programa RenovaBio
31/08/18 - Setor sucroalcooleiro vai impulsionar crescimento de MT
20/07/18 - Rio de Janeiro dá exemplo ao transformar bioplásticos em política de estado
21/06/18 - UE quer reduzir consumo de energia em um terço até 2030
11/06/18 - UNICA Fórum vai reunir oito pré-candidatos à presidência em São Paulo
06/06/18 - Diana Bioenergia e outras usinas participam de simulado do PAM
21/11/17 - Diferença entre o imposto sobre carbono e o RenovaBio
05/04/17 - O berço do negócio sucroenergético
29/03/17 - Planejamento é a chave deste cenário
27/03/17 - Planejamento estratégico das organizações e associações
23/03/17 - A estrutura do setor precisa ser repensada
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
2017 e os bons ventos de esperança para a bioenergia
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: