Segunda-feira, 22 de julho de 2019
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Fórum de Articulistas Aumentar a letra    Diminuir a letra
O que é o RenovaBio  

14/06/2017 - O Brasil é o país mais avançado do mundo na área de biocombustíveis, ao substituir 36% da gasolina por etanol, e substituir 8% do diesel fóssil por biodiesel. Em volume, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de etanol e biodiesel e tem um grande potencial não só através desses dois energéticos, mas também através do biogás, do biometano e do bioquerosene. No entanto, as bases pelas quais esse mercado tem se desenvolvido ainda são frágeis. A falta de condições estáveis deve levar, ao longo do tempo, a retrocessos no mercado de biocombustíveis, e uma dependência crescente em relação ao uso de derivados fósseis e importações.

O Brasil tem a oportunidade de integrar sua política de desenvolvimento agroindustrial com sua política energética, ao mesmo tempo em que viabiliza o atingimento de seus objetivos de política ambiental, industrial, e de desenvolvimento econômico descentralizado. A proposta atualmente em construção no governo federal é de se criar um arcabouço regulatório que traga previsibilidade e credibilidade, viabilizando condições estáveis para a retomada do investimento privado sustentado nesta área.

A falta de previsibilidade tem resultado num mercado que muda ao sabor do momento, baseado em precificação basicamente à vista, e sem condições que estimulem o investimento em expansão da capacidade de produção.

O RenovaBio é uma proposta de regulação que visa: (i) indução de ganhos de eficiência energética na produção e no uso de biocombustíveis, e (ii) reconhecimento da capacidade de cada biocombustível contribuir para o atingimento de metas de descarbonizarão. A proposta do RenovaBio não está ligada à criação de impostos sobre carbono, ou de subsídios aos biocombustíveis.

O estabelecimento de metas de redução das emissões de carbono para o mercado de combustíveis, em sintonia com os compromissos assumidos pelo País no Acordo do Clima de Paris, vai criar um mercado mais previsível para os biocombustíveis, o que não acontece até hoje.

O RenovaBio não contrapõe os biocombustíveis de origem fóssil - ao contrário, melhora a organização e confere previsibilidade, promove maior eficiência, menores custos, e maior controle contra fraudes no comercio de combustíveis.

O RenovaBio introduz meritocracia no setor de biocombustíveis, confere estimulo à crescente eficiência na sua produção e uso, e está alinhado com os objetivos do Rota2030 (novo Inovar-auto).

A aplicação do RenovaBio vai viabilizar a troca de Certificados de Redução de Emissões (CREs) relacionados ao uso de biocombustíveis, e irá determinar, em condições de mercado, o valor da tonelada de Carbono, viabilizando a inserção dos biocombustíveis na matriz de combustíveis utilizados em transporte. O tamanho do mercado de biocombustíveis estará relacionado à ambição e à velocidade do atingimento das metas de redução de emissão de Carbono.

Biocombustíveis são considerados internacionalmente como opção moderna e ambientalmente avançada para a energia no setor de transportes.

O RenovaBio é uma proposta de regulação construída a partir de conceitos e do aprendizado obtido com as mais modernas iniciativas internacionais, como LCFS e RFS nos EUA, e RED na EU-- mas que vai além, ao induzir e premiar a busca por mais eficiência energética no setor de biocombustíveis. Esta característica permitirá eficiência e competitividade crescentes, com menores custos para a sociedade e os consumidores.


*Artigo originalmente publicado no jornal O Estado de S. Paulo. Extraído do clipping SCA.

Plinio Nastari
Presidente da Datagro
Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, não representando,
necessariamente, a opinião e os valores defendidos pela UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
22/07/19 - Perspectiva: clima nos EUA deve direcionar preços no mercado de grãos
  - Etanol: hidratado avança 0,89% e anidro sobe 0,21% nas usinas
  - Câmbio para fim de 2019 cai de R$ 3,80 para R$ 3,75, aponta Focus
  - IPCA para 2022 passa de 3,75% para 3,65%, aponta Focus
  - Milho: Progresso da colheita e ausência de compradores enfraquece cotações
  - Ibovespa sobe liderado por bancos e BRF em semana de balanços
  - Soja: Com menor ritmo de embarques, prêmios recuam
  - Nestlé tem nova receita para fabricar chocolate sem açúcar
  - Etanol: hidratado e anidro sobem 0,89% e 0,21%, respectivamente, na semana
  - LNBR divulga 41ª edição do Boletim de Monitoramento da cana-de-açúcar em São Paulo e Goiás
  - Açúcar: contratos futuros fecharam mistos na sexta-feira
19/07/19 - Açúcar segue em queda livre na bolsa de Nova York
  - Suedzucker ainda não vê recuperação no mercado de açúcar
18/07/19 - Exportações de biodiesel da Argentina começam a reviver graças ao acordo da UE
  - Técnicos da Conab visitam usinas de SP para atualizar dados da safra de cana
  - Preços do açúcar demerara despencam em Nova York; cresce produção na Rússia
  - 40 anos do carro a álcool: G1 andou no Fiat 147 ´cachacinha´
  - Maior evento do setor sucroenergético de Minas Gerais será realizado em Campo Florido
  - Mais sobre o biodiesel, certificação do RenovaBio será desafiadora
16/07/19 - Biocombustíveis estarão entre principais temas da visita do 1º ministro da Índia ao Brasil em
  novembro
  - Eficiência energética e energias renováveis são caminho para o desenvolvimento da energia brasileira
15/07/19 - Unicamp inaugura Laboratório de Inovação em Biocombustíveis
  - Executivos do etanol se reúnem com Governador Caiado para discussão de importantes temas
  - ATR PR: valor projetado sobe 0,31% em junho
10/07/19 - Geada afeta canaviais na região de Ribeirão Preto, mas reflexos só devem ser percebidos em dez dias
  - RenovaBio: CNPE publica resolução que define metas compulsórias
08/07/19 - JBS Biodiesel investe em certificação de usinas para emissão de CBios
  - Etanol: anidro e hidratado fecham em alta pelos índices Cepea/Esalq
  - Assembleia UDOP aprova inclusão de mais 3 associadas; entidade está agora em 8 estados do Brasil
28/06/19 - EPE divulga Análise de Conjuntura de Biocombustíveis - Ano base 2018
24/06/19 - Zona da Mata pode produzir 230 milhões de litros de bioquerosene de aviação em 2031
21/06/19 - CTC celebra 50 anos de pioneirismo na pesquisa da cana-de-açúcar
  - Boeing investirá US$ 1 mi no Brasil para desenvolver biocombustíveis de aviação
17/06/19 - Irrigação localizada eleva produtividade média do canavial
14/06/19 - Indústria de energia renovável empregou 11 milhões de pessoas
10/06/19 - BBEST 2020 será lançado oficialmente nesta quinta-feira em reunião na Fapesp
04/06/19 - Em 2020, energia renovável será mais barata do que a tradicional, diz pesquisa
30/05/19 - Ministério anuncia investimento de R$ 226 bilhões em energias renováveis
15/05/19 - Bioenergia é opção para novo ciclo de desenvolvimento
30/04/19 - Projeto quer incentivar a adoção de boas práticas no Setor Sucroenergético
  - Produção local de bioenergia
23/04/19 - Modernidade na prática
17/04/19 - Atvos expande canavial e espera safra "maior" em 2019/20
10/04/19 - Ministério de Minas e Energia divulga Boletim Mensal de Energia referente ao mês de janeiro
02/04/19 - Aneel propõe reajuste médio de 6,32% na revisão tarifária da Enel São Paulo
26/03/19 - Ministro de Minas e Energia defende melhoria da governança no setor
25/03/19 - Com menor geração de energia, consumo de gás natural cai 7,87% em janeiro
11/03/19 - Biomassa do Setor Sucroenergético é responsável por 82% da bioeletricidade ofertada no Brasil
27/02/19 - Cultivo da soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais
20/02/19 - Governo mantém subsídio do agronegócio na energia
31/01/19 - França considera conversão de usina de carvão a biomassa
01/11/18 - Bancos garantem financiamento para bons projetos no setor sucroenergético
29/10/18 - Após as eleições, setor sucroenergético espera manutenção do programa RenovaBio
31/08/18 - Setor sucroalcooleiro vai impulsionar crescimento de MT
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
O que é o RenovaBio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Fórum de Implementação Tecnológica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/