Quinta-feira, 20 de junho de 2019
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Governo proíbe acúmulo de subsídios em energia, mas abre exceção para agronegócio  

04/04/2019 - O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que veta o acúmulo por consumidores de mais de um tipo de subsídio em suas tarifas de energia, mas isenta da regra clientes classificados como rurais, que já têm descontos e poderão continuar a receber benefício adicional caso pratiquem atividades de irrigação, o que deve favorecer o agronegócio.

A medida, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, vem após uma forte reação de parlamentares a um decreto assinado pelo ex-presidente Michel Temer no final de 2018, que estabeleceu um corte gradual de subsídios na tarifa de energia conferidos a clientes rurais, à irrigação e a empresas de água e saneamento ao longo dos próximos cinco anos.

Na véspera, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse a jornalistas que o governo preparava um decreto para recompor os subsídios do agronegócio na energia.

"É vedada a aplicação cumulativa de descontos previstos... devendo prevalecer aquele que confira o maior benefício ao consumidor", estabelece o decreto, colocando como exceção os clientes rurais, que poderão acumular seu desconto com aquele previsto para atividades de irrigação.

O texto ainda define que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deverá fiscalizar o cumprimento da regulação sobre os subsídios e eventualmente aplicar penalidades.

O decreto desta quinta-feira, no entanto, não atende todos os pleitos da bancada ruralista, que apresentou projetos de decreto legislativo para cancelar a medida de Temer que reduz gradualmente o subsídio do setor nos custos de energia.

A medida da gestão Temer, que corta em 20 por cento ao ano os descontos dos clientes rurais, dos irrigantes e de empresas de água e saneamento, deverá na prática extinguir o benefício a esses setores em cinco anos.

Em 2017, esses descontos tarifários representaram 2,6 bilhões de reais em subsídio a clientes rurais e mais 780 milhões de reais para consumidores que fazem uso de irrigação.

Os subsídios presentes nas contas de luz, que têm os custos bancados por todos os consumidores, são apontados por especialistas como uma das principais causas para o forte aumento das tarifas de energia no Brasil na última década.

Luciano Costa
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/06/19 - Geração a biomassa cresceu 10% nos últimos dois anos, afirma CCEE
  - Rússia vê ´risco de ciberguerra´ se EUA realizarem ações contra sistema elétrico
18/06/19 - Níveis crescem no Sul e reservatórios operam acima de 90%
  - Aneel aprova reajuste médio de 3,41% para tarifas de energia do Paraná
17/06/19 - Apagão deixa milhões sem luz na Argentina e no Uruguai
14/06/19 - Receita com exportações do agronegócio cai 1,7% em maio na comparação anual
  - Saldo da balança do agronegócio do país recua 1,4% de janeiro a maio; soja pressiona
  - Preços Agropecuários recuam 1,76% no fechamento do mês de maio
  - Indústria de energia renovável empregou 11 milhões de pessoas
13/06/19 - Bradesco: safra recorde 2018/19 tem impacto altista para PIB do agro
10/06/19 - Plano Safra está pronto para ser lançado, diz ministra
  - BBEST 2020 será lançado oficialmente nesta quinta-feira em reunião na Fapesp
04/06/19 - Em 2020, energia renovável será mais barata do que a tradicional, diz pesquisa
30/05/19 - Ministério anuncia investimento de R$ 226 bilhões em energias renováveis
  - Fontes renováveis sobem 2,3 pontos percentuais na matriz energética brasileira de 2018
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Governo proíbe acúmulo de subsídios em energia, mas abre exceção para agronegócio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Consecana
• Fórum de Implementação Tecnológica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário UDOP de Inovação
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/