UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Milho segue desvalorizado em Chicago com mercado no aguardo de relatório de progresso de plantio  

22/04/2019 - Os preços internacionais do milho futuro seguem apresentando leves baixas na Bolsa de Chicago (CBOT) ao longo dessa segunda-feira (22). As principais cotações registravam desvalorizações entre 1,75 e 2,25 pontos negativos por volta das 12h20 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado à US$ 3,56, o julho/19 valia US$ 3,65 e o setembro/19 era negociado por US$ 3,72.

Segundo o site Barchart, o mercado vai seguir com poucas movimentações no aguardo da divulgação do novo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) para o progresso do plantio americano que deve acontecer nessa semana.

"As expectativas para o progresso do plantio de milho estão em 6 a 8% contra a média de 5 anos de 12%. A melhor atividade estava sendo anotada no sábado e no domingo, quando os campos secavam em algumas áreas", apontou a publicação.

Já os analistas da Labhoro indicam que as indefinições sobre a guerra comercial entre Estados Unidos e China também devem segurar as movimentações do mercado. "Negociantes dos EUA viajarão para a China na semana do dia 29 de abril para a sétima rodada de negociações presenciais".


B3

Essa mesma tendência foi estendia para a bolsa brasileira, com as principais cotações registrando quedas entre 1,35% e 1,85% por volta das 11h36 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado à R$ 33,66, o julho/19 valia R$ 31,85 e o setembro/19 era negociado por R$ 31,90 nesse segunda-feira.

De acordo com a Agrifatto Consultoria, as negociações antecipadas têm forte disputa de preços, mas os valores em queda podem retirar a pressão vendedora no curto-prazo. Já em horizonte mais longo, a dificuldade em armazenagem pode causar maior inclinação vendedora, quando avançar a colheita da safrinha.

Para a Radar Investimentos, a expectativa de uma oferta confortável tem colocado uma pressão negativa sobre as referências do físico e do futuro nos últimos dias. O ritmo dos negócios esteve travado com o feriado e a atenção à elevação dos preços do diesel.

Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
16/08/19 - Milho: Cotações seguem caminho de alta em Chicago nesta sexta-feira
  - Dólar opera em queda com cena externa positiva
  - Soja sobe em Chicago nesta 6ª e ainda divide atenção entre nova safra e política
  - Índices da China terminam semana em alta com impulso de consumo
  - Soja: Com vendas de mais de 3 mi de t nas últimas duas semanas, preços seguem fortes
  - Soja em Chicago ainda pode recuar 10 cents no curto prazo, mas deve encontrar piso em US$
  8,60/bushel por indefinição da safra
  - Milho: Após três dias com fortes baixas, Bolsa de Chicago registra leves ganhos nesta quinta
15/08/19 - China já comprou 20 navios de soja do Brasil somente nesta semana
  - Milho: Leves altas seguem na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira
  - Milho segunda safra bate recorde de produção com aumento de 26% em produtividade
  - Milho/USDA: EUA vendem 56,1 mil t da safra 2018/19 na semana
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Milho segue desvalorizado em Chicago com mercado no aguardo de relatório de progresso de plantio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: