UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
ANTT decide não aplicar mais multas a caminhoneiros que descumprirem tabela de frete  

02/05/2019 - A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiu isentar de multa os caminhoneiros autônomos que forem flagrados transportando cargas sem respeitar o piso mínimo do frete. A medida foi decidida na última terça-feira (30), em uma reunião da diretoria da agência.

O fim das multas aos caminhoneiros foi um dos pontos negociados entre o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e representantes dos caminhoneiros, em uma reunião realizada em 22 de abril para evitar novas paralisações da categoria.

Em nota, a ANTT informou que o relator do processo, diretor Marcelo Vinaud, argumentou que a aplicação de multas aos caminhoneiros estava desmotivando denúncias contra empresas que não respeitam a tabela do frete mínimo na hora de contratar o transporte.

A resolução da ANTT previa multas para quem contratasse o serviço e também para o caminhoneiro que aceitasse fazer o transporte abaixo do piso previsto na tabela.

A multa para quem contratar abaixo do piso variava de R$ 550 a R$ 10.500. Já a multa para o caminhoneiro que fizesse o serviço era de R$ 550.

Em uma reunião com o ministro de Infraestrutura, os caminhoneiros negociaram a criação de um canal de denúncias dentro das associações de autônomos. Em contrapartida, o governo se comprometeu a aumentar a fiscalização para incentivar o cumprimento da tabela.

A tabela de fretes foi criada no ano passado pelo governo Michel Temer como uma das concessões aos caminhoneiros para pôr fim à greve que bloqueou estradas e comprometeu o abastecimento de combustível, medicamentos e alimentos em todo o Brasil. A criação da tabela era uma das reivindicações da categoria.

Segundo a Agência Brasil, a ANTT aplicou 1.741 autos de infração por descumprimento da tabela de frete entre 3 e 25 de abril.


Reajuste

Em 24 de abril, a ANTT um reajuste médio de 4,13% para o preço mínimo do frete rodoviário, outra medida negociada entre o governo e os caminhoneiros.

De acordo com a agência, a lei que criou o piso para frete de caminhoneiros prevê que reajuste da tabela sempre que o preço do óleo diesel oscile mais de 10%, tanto para mais quanto para menos.

Ainda segundo a ANTT, o preço atual do diesel é 10,69% maior do que o usado no cálculo da tabela anterior.

Laís Lis
Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
08/10/19 - GM quer transportar carros por ferrovias
07/10/19 - Ministra defende na OMC comércio agrícola justo, aberto e transparente
03/10/19 - Brasil usa apenas 30% dos rios para transporte comercial
02/10/19 - Transporte hidroviário do Brasil utiliza apenas um terço da malha potencial, mostra estudo
27/09/19 - Portos brasileiros têm queda na movimentação de cargas no semestre
25/09/19 - Tabela elevou preço do frete em 11% e fez crescer uso de frota própria por empresas, diz CNI
10/09/19 - Governo Doria quer reduzir tarifa de pedágio para caminhões à noite em SP
06/09/19 - Governo busca saídas para tabela do frete, diz Tarcísio
15/08/19 - Desestatização: Ato prevê portos, aeroportos, rodovias, ferrovias e hidrovias
22/07/19 - Protesto de caminhoneiros impede trânsito de caminhões na BR-230, em Campina Grande
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
ANTT decide não aplicar mais multas a caminhoneiros que descumprirem tabela de frete
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: