UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Equador declara estado de exceção por protestos contra corte de subsídios a combustíveis  

04/10/2019 - Taxistas e caminhoneiros do Equador bloquearam ruas e estradas nesta quinta-feira com pedras e pneus em chamas em rejeição à decisão do governo de cortar subsídios a combustíveis, o que obrigou o presidente Lenín Moreno a declarar estado de exceção.

O presidente anunciou na terça-feira um pacote de medidas econômicas, que inclui o fim de subsídios ao diesel e à gasolina extra de maior demanda no país. O pacote tem objetivo de levantar 2,27 bilhões de dólares e reduzir um volumoso déficit fiscal.

Centenas de taxistas usaram seus veículos para dificultar a passagem nas principais vias de várias cidades do Equador, enquanto que caminhões, pedras e pneus em chamas foram usados para bloquear circulação nas rodovias que ligam os diferentes pontos do país.

"Para garantir a segurança dos cidadãos e evitar o caos, declarei o estado de exceção em nível nacional", disse Moreno a repórteres.

O presidente afirmou que foi firme nas medidas tomadas e que "não há possibilidade de mudança", especialmente na questão de eliminar o subsídio para o diesel e a gasolina.

Os motoristas exigem que o governo desista do corte de subsídios aos combustíveis, que irá resultar em economia de 1,5 bilhão de dólares anuais ao Estado, sob o argumento de que o corte irá encarecer o padrão de vida dos equatorianos.

Universitários, indígenas e movimentos sociais se juntaram aos protestos, em meio a forte proteção militar e policial no Palácio de Governo, no centro de Quito.

O governo defendeu as medidas, argumentando que são necessárias para levantar a economia do país. O subsídio de combustíveis no Equador esteve vigente por mais de 40 anos.

José Llangari
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
12/11/19 - Petrobras conclui deslistagem de suas ações na Argentina
11/11/19 - Irã anuncia descoberta de imenso campo de petróleo
08/11/19 - Petróleo ultrapassa US$ 62/barril com expectativas de acordo comercial EUA-China
07/11/19 - ANP diz que 6ª Rodada é início do fim do ciclo de grandes leilões do pré-sal
05/11/19 - Bombas de combustíveis terão certificação digital a partir de dezembro
  - Vendas de combustíveis no Brasil sobem 2,2% em setembro, diz ANP
  - Opep vê potencial de alta no mercado de petróleo em 2020
01/11/19 - ANP vai avaliar venda de combustíveis por entrega em domicílio
07/10/19 - O combustível que mudou nossa história
24/09/19 - Petrobras interrompe produção em plataforma após amarra romper na Bacia de Campos
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Equador declara estado de exceção por protestos contra corte de subsídios a combustíveis
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: