UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Petróleo fecha em queda com dado fraco de crescimento na China  

21/10/2019 - Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda, com os investidores se posicionando de maneira mais cautelosa antes do fim de semana, após a divulgação de um dado fraco de crescimento econômico na China.

O contrato do petróleo Brent para dezembro fechou em queda de 0,81%, a 59,25 por barril na ICE, em Londres, enquanto o WTI para novembro recuou 0,27%, a 53,78 por barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York.

De acordo com dados divulgados na madrugada de ontem para hoje, a China teve expansão de 6% no terceiro trimestre, na base anual. Este foi o ritmo de crescimento mais lento desde o primeiro trimestre de 1992, quando a China começou a publicar esses números, de acordo com o serviço de dados Wind.

O receio dos investidores é que o enfraquecimento da atividade econômica chinesa reduza a demanda do país pela commodity. A preocupação é redobrada pelo fato de que a China é o maior importador líquido global de petróleo.

Por outro lado, cresce a pressão e as apostas para a Opep aprofundar o corte na produção a partir de sua próxima reunião em dezembro. "Parece que existe um piso para os preços do petróleo e as expectativas estão crescendo para a possibilidade de ver a Opep se tornar mais agressiva com seus cortes de produção no próximo mês de dezembro", disse o analista da Oanda, Edward Moya.

No cenário do mercado de petróleo, também consta o adiamento do anúncio formal que iniciaria o cronograma para a Oferta Pública de Ações (IPO) da estatal saudita Aramco. Segundo fontes do "Financial Times", a companhia quer esperar até que possa oferecer aos investidores uma maior transparência sobre os lucros do trimestre mais recente, depois dos atentados ocorridos a suas instalações no mês passado, que temporariamente cortaram sua produção pela metade.

18/10/19
Fonte: Valor Econômico
Texto extraído do clipping do SCA
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
22/11/19 - Distribuidora de derivados de petróleo vai se instalar em Birigui
  - Preços do petróleo vão a máximas de 2 meses com expectativa de que Opep estenda cortes
21/11/19 - Estoques de petróleo sobem acima do esperado nos EUA
  - Líbia produz 1,25 mi bpd de petróleo e prevê 1,5 mi em 2020, diz estatal petroleira NOC
  - Rússia continuará a cooperar com Opep para manter mercado equilibrado, diz Putin
19/11/19 - Preços do petróleo caem mais de 1% com incerteza em negociações comerciais
  - Açúcar: morde e assopra em Nova York confirma rotina de baixa
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Petróleo fecha em queda com dado fraco de crescimento na China
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: