Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Quem inventou a caipirinha?
Publicado em 29/05/2006 às 00h00
Os relatos que leio nos sites e nos jornais a respeito dos treinos da seleção brasileira na pequena cidade de Weggis me dão um pouco de inveja, confesso. Queria estar lá, pelo menos é o que penso durante alguns instantes. Futebol, caipirinha, mulatas e samba na... Suíça. Deve ser, no mínimo, curioso. A bagunça e a ordem. A farra e todas as regras. Em termos teóricos, é o melhor dos mundos.



Os suíços e os brasileiros. Algo me diz que um dos dois povos sairá desse encontro ligeiramente transformado. E, não sei bem por quê, mas duvido que seja o nosso pessoal tupiniquim.



Quando se começa a armar barracas de caipirinha, sabemos que a coisa já se definiu. Basta torcer, agora, para que o futebol esteja à altura da farra.



Sempre quis saber, aliás, de onde veio a caipirinha, como, onde e por quem fora inventada. Embora decretada a bebida oficial do Brasil pelo presidente Lula, em 2 de outubro de 2003 (decreto nº 4.851, em seu artigo 4, afirma: "Caipirinha é a bebida típica brasileira, com graduação alcoólica de 15 a 36% em volume, a 20°Celsius, obtida exclusivamente com Cachaça, acrescida de limão e açúcar." Não é por nada, não, mas parece que esqueceram do gelo...), está mais ou menos claro que as raízes do drinque devem ser comuns a toda a América Latina.



Há bebidas "nacionais" semelhantes em muitos dos países ao sul do Rio Grande, a "margherita" no México, o "mojito" em Cuba, o "pisco sour" nas suas versões peruana e chilena. Como é que isto aconteceu?



Não sou nenhum especialista no assunto, mas a julgar pelo que leio na internet e no Fantástico, História do Mundo em Seis Copos (Jorge Zahar), de Tom Standage, editor de tecnologia da revista The Economist, é possível que todas essas receitas tenham uma origem comum no Nordeste brasileiro.



De lá, os ingleses levaram a tecnologia para a cultivação da cana-de-açúcar e a destilação da aguardente para o Caribe, onde inventariam o rum. Originalmente chamado de Kill-Devill, ou Mata-Diabo, e depois Rumbullion, logo encurtado para rum, o destilado tornou-se popular entre marinheiros ingleses a partir de 1655 e foi utilizado como uma espécie de moeda na América colonial (de onde talvez tenha saído a expressão "liquidez", quem sabe? )



De grau alcoólico muito elevado, o rum teve um impacto previsível sobre a atuação da Marinha inglesa, levando o almirante Edward Vernon a decretar que fosse diluída com água. Mas mais significativo, conta Standage, foi a idéia do almirante de melhorar o gosto da mistura de rum e água com a adição de suco de limão e açúcar. Estava inventado uma espécie de "mojito" primitivo, que ganhou o nome de "grog", em homenagem ao próprio Vernon, cujo apelido era "Old Grogram".



Uma conseqüência inesperada da adição do suco de limão foi uma sensível redução na incidência de escorbuto na Marinha inglesa, fato que pôde ter contribuído para a melhoria subseqüente do desempenho naval daquele país e, até, para a vitória contra franceses e espanhóis na histórica batalha de Trafalgar, em 1805, segundo Standage.



Se entendi direito, e esta é apenas uma dedução minha, tal como aconteceria com o futebol mais tarde, o grog pode ter sido difundido em boa parte da América Latina através dos marinheiros ingleses, sempre eles, e ter-se adaptado às condições e ao gosto de cada país, com ingredientes locais, ao longo dos séculos.



Não sei se a caipirinha resultou desse mesmo processo, ou se existe uma versão nacional paralela para a história. A aguardente é portuguesa, colonial e nossa. Já era considerada uma bebida "nacionalista", brasileira mesmo, pelos mineiros da Inconfidência, por exemplo. Diz-se, ainda, que os escravos do País misturavam cachaça com suco de limão.



Mas onde, precisamente, entra a caipirinha nessa história? Seria paulista, como leva a crer o nome?



Segundo li na internet, foram os modernistas daqui de São Paulo que, na década de 1920, elevaram a caipirinha a um símbolo da brasilidade. Mas quem inventou a bebida oficial do País? Se você souber, me conte: matthew.shirts@gmail.com.
Matthew Shirts
Fonte: O Estado de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas