Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Celular cano melhora comunicação
Publicado em 09/08/2006 às 00h00
Ele não tem fios, não utiliza nenhum tipo de energia e o mais importante: não apresenta custos. Ele é o "celular cano", aparelho da mais alta tecnologia, criado a partir da criatividade de um alagoano que trabalhou na indústria de açúcar da Sabarálcool há três anos. O equipamento foi inventado com o objetivo de facilitar a comunicação entre a indústria e o laboratório, uma vez que, até pouco tempo, os trabalhadores tinham que descer ou subir três lances de escada, várias vezes ao dia, para contatar os laboratoristas.



"O invento é muito eficiente e vem poupando tempo e desgaste físico dos funcionários", diz Adair Luiz da Silva, 43. Trabalhando há dez anos na empresa como cozedor de açúcar, Silva disse que o aparelho é como um interfone, mas sem a fiação. A estrutura do invento é composta apenas por um cano de ferro de aproximadamente 35 metros. Em suas extremidades, dois funis possibilitam ouvir o que uma pessoa fala três andares acima, ou abaixo.



José Claudemir Vieira, 32, o "Zézão", também aprova o equipamento. Segundo ele, o "celular cano" está facilitando a vida e a comunicação entre seu setor e o laboratório. "Às vezes temos pressa em comunicar os níveis do açúcar e o telefone vem ajudar", disse. Após três anos utilizando o invento, nenhuma conta telefônica ainda apareceu para ser paga.
Assessoria de Imprensa da Sabarálcool - Dilmércio Daleffe
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas