FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Taxas de juros sobem após duas quedas seguidas, aponta Anefac
Publicado em 11/07/2019 às 15h18
As taxas de juros das operações de crédito subiram em junho, após quedas em abril e maio, segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).

Das seis linhas de crédito para pessoas físicas pesquisadas, apenas uma reduziu as taxas de juros no mês (crédito direto ao consumidor-bancos financiamento de veículos) - veja mais detalhes abaixo.


Pessoa física

A taxa de juros para pessoa física aumentou 0,6%, passando de 6,67% ao mês (117,02% ao ano) em maio para 6,71% ao mês (118% ao ano) em junho. É a maior taxa desde março de 2019 (6,72% ao mês ? 118,25% ao ano).


Cartão de crédito

Houve elevação de 0,7%, passando a taxa de 11,41% ao mês (265,67% ao ano) em maio para 11,49% ao mês (268,83% ao ano) em junho. É a maior taxa desde janeiro de 2019 (11,52% ao mês ? 270,03% ao ano).

Cheque especial

Houve elevação de 0,86%, passando a taxa de 11,69% ao mês (276,85% ao ano) em maio para 11,79% ao mês (280,92% ao ano) em junho. É a maior taxa desde novembro de 2018 (11,84% ao mês ? 282,97% ao ano).


Juros do comércio

Houve elevação de 0,4%, passando a taxa de 4,98% ao mês (79,18% ao ano) em maio para 5% ao mês (79,59% ao ano) em junho. É a maior taxa desde fevereiro de 2019 (5,02% ao mês ? 80% ao ano).


Crédito direto ao consumidor ? bancos financiamento de automóveis

Houve redução de 2,44%, passando a taxa de 1,64% ao mês (21,56% ao ano) em maio para 1,6% ao mês (20,98% ao ano) em junho. É a menor taxa desde julho de 2013 (1,58% ao mês ? 20,70% ao ano).


Empréstimo pessoal - bancos

Houve elevação de 0,55%, passando a taxa de juros de 3,62% ao mês (53,22% ao ano) em maio para 3,64% ao mês (53,58% ao ano) em junho. É a maior taxa desde março de 2019 (3,66% ao mês ? 53,93% ao ano).


Empréstimo pessoal - financeiras

Houve elevação de 0,75% passando a taxa de juros de 6,66% ao mês (116,78% ao ano) em maio para 6,71% ao mês (118% ao ano) em junho. É a maior taxa desde março de 2019 (6,72% ao mês 118,25% ao ano).


Pessoa jurídica

Houve uma redução de 1,17% no mês (1,4% em 12 meses) na taxa média da pessoa jurídica, passando de 3,43% ao mês (49,89% ao ano) em maio para 3,39% ao mês (49,19% ao ano) em junho. A taxa é a menor desde maio de 2014.

Todas as linhas de crédito pesquisadas tiveram suas taxas de juros reduzidas no mês.


Taxa de juros x Selic

De acordo com a Anefac, considerando todas as elevações e reduções da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março de 2013, até junho houve uma redução da Selic de 0,75 ponto percentual (redução de 10,34%) - de 7,25% ao ano em março de 2013 para 6,5% ao ano em maio.

Neste período a taxa de juros média para pessoa física apresentou elevação de 30,03 pontos percentuais (elevação de 34,14%), de 87,97% ao ano em março de 2013 para 118% ao ano em junho.

Nas operações de crédito para pessoa jurídica, houve uma elevação de 5,61 pontos percentuais (elevação de 12,87%), de 43,58% ao ano em março de 2013 para 49,19% ao ano em junho.
Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas