Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Chuvas impulsionam plantio de soja e milho na Argentina e aliviam trigo, diz BCBA
Publicado em 29/11/2019 às 08h28
As chuvas que caíram nos últimos dias nas zonas agrícolas da Argentina, que haviam sofrido com uma seca, impulsionaram o plantio de soja e milho 2019/20 e levaram alívio às áreas semeadas com trigo, afirmou nesta quinta-feira a Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA).

Nos últimos meses, oeste e sul agrícolas da Argentina receberam pouquíssimas chuvas, um dos motivos que obrigou a BCBA a reduzir sua previsão para a safra de trigo a 18,5 milhões de toneladas.

A entidade, porém, estimou as áreas semeadas com soja e milho em 17,7 milhões e 6,3 milhões de hectares, respectivamente.

Na província de Córdoba e no sudoeste da província de Buenos Aires, regiões afetadas pela seca, "a semeadura foi retomada logo após um acúmulo de até 30 milímetros (de chuva), melhorando a condição hídrica dos perfis que, até o momento, sofriam com o déficit hídrico", disse a bolsa em seu relatório semanal.

Até quarta-feira, os agricultores haviam plantado 39% da área prevista para a soja e 46,2% da superfície que será dedicada ao milho.

A respeito do trigo, a BCBA disse que "espera-se que as chuvas registradas compensem, ao menos parcialmente, a falta de perfilhos e espigas", acrescentando que 31,1% dos 6,6 milhões de hectares semeados com o cereal já foram colhidos.

A Argentina é a maior exportadora mundial de óleo e farelo de soja, terceira maior de milho e importante fornecedora de trigo.
28/11/19
Maximilian Heath
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas