Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Açúcar: petróleo puxa queda de 20% no trimestre
Publicado em 01/04/2020 às 08h37
Foto Notícia
Nessa terça-feira (31) os contratos futuros do açúcar registraram mais um dia de queda. O vencimento para maio/20 foi firmado em 10.42 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 31 pontos. Já o lote para julho/ fechou em 10.50 centavos de dólar por libra-peso, queda de 27 pontos. Os demais lotes caíram entre 1 e 23 pontos, com exceção dos lotes para outubro/21 e março/22 que subiram 4 e 8 pontos, respectivamente.

De acordo com a Reuters, o primeiro trimestre terminou com perdas de 20% para o açúcar, diante de temores de que as quedas nos preços da energia façam com que usinas do Brasil destinem mais cana à produção do adoçante, em detrimento do etanol.

Em Londres os contratos para maio/20 foram comercializados a US$ 353,10 a tonelada, queda de 3 dólares. Os contratos para agosto/20 fecharam em US$ 330,90 a tonelada, recuo de 6 dólares. Os outros contratos desvalorizaram entre 3,80 e 6,30 dólares.


Mercado interno

Nessa terça-feira (31), em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 75,64, pelo indicador Cepea/Esalq, da USP, com valorização de 0,68% quando comparado com a véspera. No entanto, no acumulado do mês de março houve queda de 6,50%

Etanol

O indicador diário do etanol hidratado, medido pela Esalq/BM&FBovespa, posto Paulínia, fechou em R$ 1.422,50 o metro cúbico, queda de 1,39% perante a véspera. O biocombustível segue em queda desde fevereiro deste ano e acumulou perdas de 35,55% no mês de março.
Rafaela Giomo
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.