Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Índices da China tem maior queda semana em mais de 2 meses por preocupações com vírus
Publicado em 25/09/2020 às 08h55
Os principais índices acionários da China fecharam com pouca alteração nesta sexta-feira, mas registraram a maior perda semanal desde meados de julho uma vez que o ressurgimento dos casos de Covid-19 no mundo levantou preocupações sobre o ritmo da recuperação econômica.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,15%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,12%.

Na semana, o CSI300 perdeu 3,5%, enquanto o SSEC recuou 3,6%, ambos registrando a maior queda semanal desde a semana encerrada em 17 de julho.

O índice de start-ups ChiNext ganhou 0,2% nesta sexta-feira, enquanto o STAR50 recuou 2,2%. Eles perderam 2,1% e 2,8% na semana, respectivamente.

A recente queda nas ações no exterior devido a preocupações com o vírus pressionou o mercado de ações-A, enquanto investidores tendem a operar cautelosamente antes do feriado do Dia Nacional, de uma semana, disse Zhang Chengyu, vice-gerente geral do Shiji Hongfan Asset Management Co.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,51%, a 23.204 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,32%, a 23.235 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,12%, a 3.219 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,15%, a 4.570 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,27%, a 2.278 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,26%, a 12.232 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,88%, a 2.472 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,51%, a 5.964 pontos.
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.