Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Açúcar: preços voltam a subir e rompem, novamente, barreira dos 14 cents por libra
Publicado em 14/10/2020 às 08h20
Foto Notícia
Os preços do açúcar voltaram a subir nesta terça-feira (13) nos mercados internacionais influenciados por uma série de fatores, como uma ligeira alta do petróleo, improvável liquidação em massa de posições compradas por fundos, incertezas sobre o volume de exportações da Índia e perspectiva de melhora do clima no Brasil, interrompendo um ciclo de quase 100 dias de estiagem em algumas regiões produtoras.

Com isso, o vencimento março/21 da ICE, em Nova York, fechou cotado ontem em 14.01 centavos de dólar por libra-peso, alta de 17 pontos no comparativo com a véspera. Já a tela para maio/21 subiu 16 pontos, negociada em 13.58 cts/lb. Os demais contratos subiram entre 9 e 15 pontos.

Em Londres o açúcar branco também fechou valorizado em todas as telas. O vencimento dezembro/20 foi negociado em US$ 387,10 a tonelada, alta de 4,50 dólares no comparativo com a véspera. Já a tela parta março/21 subiu 4,10 dólares e foi firmada em 386,60 dólares a tonelada. Os demais contratos subiram entre 2,80 e 3,60 dólares.


Mercado doméstico

O mercado interno voltou a subir pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, nesta terça-feira, com a saca de 50 quilos do açúcar cristal sendo vendida a R$ 90,42, variação positiva de 0,07% no comparativo com os preços de sexta-feira. No mês, o indicador já contabiliza alta de 2,15%.


Etanol diário

O etanol hidratado também manteve sua trajetória altista nesta terça-feira pelo Indicador Diário Paulínia. O metro cúbico do biocombustível foi negociado ontem em R$ 2.027,50, contra R$ 2.009,00 da sessão anterior, valorização de 0,92% no comparativo entre as datas.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.