Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Com preocupação com atraso dos embarques de soja do BR, açúcar salta mais de 3% em NY
Publicado em 22/02/2021 às 17h08
As cotações do açúcar terminaram a sessão desta segunda-feira (22) com alta expressiva nas bolsas de Nova York e Londres. As preocupações com a oferta no curto prazo diante de recentes informações das origens voltaram a pesar nos negócios, além de embarques atrasados de soja no Brasil.

O principal vencimento do açúcar em Nova York teve alta de 3,26% no dia, cotado a US$ 17,44 c/lb, com US$ 17,50 de máxima e mínima de US$ 16,71 c/lb. Em Londres, a sessão finalizou o dia para tipo branco com ganhos de 1,45%, a US$ 488,40 a tonelada.

"O Brasil relata que os atuais atrasos nos embarques de soja podem reduzir o fornecimento global de açúcar, já que a fila de navios que esperam nos portos brasileiros é tão grande que os gargalos provavelmente continuarão até maio, quando o açúcar domina os embarques", disse a consultoria Barchart.

O mercado do adoçante renovou as máximas de quase quatro anos nesta sessão acompanhando as preocupações com a oferta da commodity no curto prazo. O vencimento março do açúcar em NY, que expira no dia 26, subiu ainda mais e se aproximou dos US$ 19 c/lb.

Também há preocupação dos envolvidos no mercado com uma safra colhida mais tarde no Brasil, além de queda na produção da Tailândia, apesar de algumas estimativas globais apontaram para um superávit global no mercado na nova safra, além do financeiro.

"A situação parece refletir uma ´tempestade perfeita´ de alguns outros fatores que vão além dos fundamentos", disse Bruno Lima, chefe de açúcar da StoneX em um relatório, segundo reporte da Bloomberg.

Nesta segunda-feira, os preços do petróleo WTI e Brent saltaram mais de 3%, acima dos US$ 60 o barril. A commodity acompanhou no dia sinais de retomada bastante lenta da produção nos Estados Unidos, após onda de frio, e expectativas da demanda.


Mercado interno

O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, fechou com alta de 0,65%, a R$ 108,02 a saca de 50 kg na sexta-feira (19).
Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.