Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Avanço de frente fria poderá provocar chuvas
Publicado em 11/05/2021 às 10h40
Foto Notícia
Nesta terça-feira (11.05), a frente fria que atua na região sul ganha força e poderá provocar chuvas localmente fortes em algumas áreas da região sul e litoral sul da região sudeste. Por outro lado, o tempo ainda permanece seco em boa parte do interior do país, sob a influência do sistema de alta pressão nos níveis médios da atmosfera, cerca de 5 km, mantendo o tempo firme em boa parte do centro-oeste, sudeste e interior do nordeste. Outra região com potencial para chuvas volumosas, fica restrita ao norte do país, e litoral do nordeste.

A frente fria continua avançando na quarta-feira (12/05), e com o aporte de umidade ganha força, podendo provocar chuvas expressivas na faixa leste de SC, leste do PR e litoral sul de SP. Além disso, os termômetros ao sul do país seguem em declínio aumentando as condições para formação de geadas. Na quinta-feira (13/05), a frente fria se deslocará ao oceano, mantendo os acumulados de chuvas mais significativos apenas na faixa litorânea da região sudeste e um tempo mais encoberto no MS, interior de SP e sul de MG. Nestes próximos dias também, o padrão de chuvas volumosas persiste na região norte do país, com potencial para acumulados localmente fortes entre o norte do AM, norte do RR e AP. Além da influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) ao norte da região nordeste, os ventos de leste promovem chuvas isoladas no litoral leste do nordeste brasileiro. No entanto, o padrão de tempo seco, prevalece para os próximos dias no interior do país.

Saiba como fica o tempo para cada região:

Região Norte

As chuvas para esta segunda-feira ficarão concentradas na parcela central da região norte, especialmente ao norte do estado do AM, região do Baixo Amazonas no PA, e no estado de RR. Essas chuvas são provocadas, principalmente, pela influência do calor na superfície e da alta disponibilidade de umidade no ar. Outra região com maiores condições para chuvas volumosas, é no estado do AP e norte do estado do PA, devido ao posicionamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), dando condições para acumulados superiores aos 50 mm ao norte do estado do AP. Porém uma massa de ar seco continua atuando sobre o sul de RO, diminuindo assim as condições para formação de nuvens carregadas. Bem como no estado do TO, onde não há condições para chuvas e no leste do PA, com poucas condições para chuvas, devido a atuação de uma massa de ar seco.

Região Nordeste

No litoral da região há a influência de dois sistemas importantes que manterão as condições favoráveis para chuvas na região. No litoral norte do nordeste, é a ZCIT quem favorece a formação das nuvens carregadas, atuando de forma expressiva no norte do MA, norte do PI com condições para grande volumes de chuva em um curto período de tempo e acumulados próximos aos 50 mm; e de maneira menos isolada no estado do CE. Já nos estados de SE, AL e PE, devido à influência de um cavado - região alongada de baixa pressão - dá condições para chuvas, onde os volumes podem atingir a marca dos 20 mm, pontualmente. Entretanto, no interior da região, como em áreas do centro-sul do MA e do PI , oeste da BA, sul do CE, não há condições para chuvas, por conta da atuação de uma massa de ar seco.

Região Centro-Oeste

Em praticamente toda a região centro-oeste o predomínio de uma região de alta pressão nos níveis intermediários da atmosfera (cerca de 5 km de altitude) impede a formação de nuvens carregadas. Desta forma, entre o MS, GO, DF, e boa parte do estado do MT, a condição é de tempo seco. Apenas no noroeste do MT, na grande região de Aripuanã tem condições para a ocorrência de chuvas, muito associadas à umidade amazônica. Apesar da aproximação de uma nova frente fria, a mudança no tempo ficará restrita ao extremo sul do MS. Ale? disso, vale destacar também o estado de atenção para os baixos índices de umidade relativa do ar, que poderão ser inferiores aos 20% ao sul do MT, sul do GO e grande parte do estado do MS. Além de temperaturas elevadas no período da tarde, com termômetros marcando acima dos 34°C no norte do MS e sul do MT.

Região Sudeste

Tempo seco em toda a região sudeste. Uma área de alta pressão, a 5 km acima da superfície, influenciará na região, impedindo a formação de nuvens carregadas e favorecendo uma tarde seca e com temperaturas elevadas, sobretudo, no oeste do estado de SP e Triângulo e Mineiro. Na faixa litorânea da região e leste do estado mineiro, por conta da influência da circulação marítima haverá uma maior variação de nebulosidade, porém sem chances para chuvas na região. Vale ressaltar que no oeste de SP e Triângulo Mineiro, as temperaturas máximas do dia serão superiores aos 32°C e com os índices de umidade relativa do ar abaixo dos 40%.

Região Sul

A frente fria avança pela região, se deslocando ao norte, posicionando-se ao norte do RS, SC e sul do PR. O sistema ganha força nesta terça-feira, podendo provocar acumulados expressivos no leste do estado de SC, especialmente na região da Grande Florianópolis, litoral sul e vale do Itajaí. Também são esperados acumulados acima dos 25 mm ao norte do estado gaúcho. Apesar da influência da frente fria sobre o estado do PR, as chuvas ficarão localizadas ao sul do estado, e podem provocar acumulados próximos dos 20 mm em algumas localidades. Ao mesmo tempo que a frente avança, a massa de ar polar na retaguarda do sistema adentra ao sul, assim provocando uma queda acentuada nas temperaturas, mas ainda sem condições para formação de geadas.
Fonte: Agrolink
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas