Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Açúcar: melhora nas perspectivas globais faz preços atingirem menor nível em 15 dias
Publicado em 15/06/2021 às 08h30
Foto Notícia
A melhoria nas perspectivas de produção de açúcar em vários países a ponto de a Czarnikow estimar um excedente global da commodity em 1,5 milhão de toneladas na temporada 2020/21 fez com que os preços do adoçante iniciassem a semana em baixa em todos os mercados. Em Nova York, na ICE, o açúcar bruto atingiu o menor patamar de preços dos últimos 15 dias.

O vencimento julho/21 de NY foi comercializado nesta segunda-feira (14) a 17,29 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 25 pontos quando comparado aos preços praticados na sexta-feira. Já a tela outubro/21 fechou cotada em 17,39 cts/lb, 28 pontos a menos que a sessão anterior. Os demais contratos caíram entre 19 e 28 pontos.

Segundo a Reuters, operadores afirmaram que as ofertas parecem mais amplas, impulsionadas pelo forte ritmo de produção na região centro-sul do Brasil, enquanto as expectativas da safra de 2021/22 nos produtores importantes da Ásia, Índia e Tailândia, estavam favoráveis. Outro fator importante foram as chuvas na Índia, que ajudaram a melhorar o cenário de produção.

"As condições de produção da cana-de-açúcar permaneceram promissoras (na Índia) com muita chuva. Foi o segundo mês de maio mais úmido em 100 anos, e as chuvas de monções chegaram em tempo", disse a Czarnikow em nota enviada à Reuters.

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco também fechou desvalorizado em todos os lotes. O vencimento agosto/21 foi contratado a US$ 448,50 a tonelada, baixa de 2,80 dólares no comparativo com os preços de sexta-feira. Já a tela outubro/21 foi comercializada em US$ 456,50 a tonelada, recuo de 3,30 dólares no comparativo. Os demais contratos caíram entre 4,50 e 5,20 dólares.

Açúcar cristal

No mercado doméstico o açúcar cristal iniciou a semana em alta pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP. Ontem, a saca de 50 quilos foi negociada em R$ 116,89, valorização de 1,12% no comparativo com os preços praticados na sexta-feira.

Etanol hidratado

Já o etanol hidratado, medido pelo Indicador Diário Paulínia, fechou pelo quinto dia seguido em baixa. O metro cúbico do biocombustível foi negociado ontem a R$ 3.010,00, contra R$ 3.045,50 o m³ da véspera, baixa de 1,17% no comparativo entre os dias. No mês de junho o indicador acumula pequena variação negativa de 0,13%.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas