Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Açúcar: contratos futuros fecham mistos nas bolsas internacionais
Publicado em 17/06/2021 às 08h43
Foto Notícia
Os contratos futuros do açúcar fecharam mistos nas bolsas internacionais nesta quarta-feira (16). Em Nova York, na ICE, o açúcar bruto, no vencimento julho/21, fechou contratado a 17,04 centavos de dólar por libra-peso, desvalorização de apenas 1 ponto no comparativo com a véspera. Já a tela outubro/21 fechou estável a 17,20 cts/lb. Os demais contratos subiram entre 5 e 15 pontos.

Segundo a Reuters, operadores disseram que o açúcar continua sob pressão por causa da falta de demanda nas proximidades e da melhora do clima em grandes produtores como Índia, Tailândia e até mesmo no Brasil.

"Entretanto, eles acrescentaram que os consumidores finais estão ansiosos para compra em torno de 16,90 centavos de dólar, limitando o lado negativo, com a ponta positiva restrita a 18 centavos de dólar -- um nível que iria provavelmente induzir vendas pelos produtores", destacaram os analistas ouvidos pela Reuters.

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco fechou em baixa nas quatro primeiras telas nesta quarta-feira. O vencimento agosto/21 foi negociado a US$ 437,00 a tonelada, recuo de 3,80 dólares no comparativo com o dia anterior. Já a tela outubro/21 desvalorizou 2,10 dólares, contratada a US$ 447,30 a tonelada. Nos demais contratos a commodity variou entre desvalorização de 1 dólar a valorização de 1,70 dólar.

Açúcar cristal

No mercado interno o açúcar cristal fechou em alta pelo terceiro dia seguido no Indicador Cepea/Esalq, da USP. Ontem, a saca de 50 quilos foi negociada a R$ 117,57, valorização de 0,26% no comparativo com os preços praticados na terça-feira.

Etanol hidratado

Pelo sétimo dia seguido os preços do etanol hidratado fecharam em baixa pelo Indicador Diário Paulínia. Ontem, o metro cúbico do biocombustível foi negociado a R$ 2.947,50, contra R$ 2.966,50 da véspera, queda de 0,64% no comparativo entre os dias.
Rogério Mian
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas