Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Estudo da Câmara mostra a necessidade de marco legal para a produção de Hidrogênio Verde
Publicado em 17/06/2021 às 17h17
Foto Notícia
O consultor legislativo da Câmara dos Deputados, Paulo Roberto Alonso Viegas, publicou estudo sobre as Perspectivas do "Hidrogênio Verde" no Brasil em 2021 e a necessidade de o Congresso Nacional elaborar um Marco Legal para a produção e distribuição deste tipo de energia alternativa no Brasil. Além de tratar da importância desse tipo de energia limpa e seus principais benefícios, o trabalho mostra o potencial do hidrogênio verde para o futuro da matriz energética brasileira.

"No caso do Brasil, o País conta com uma matriz energética diversificada, bastante limpa e renovável, o que eleva os custos de oportunidade para decidir promover investimentos em uma inciativa em favor de uma nova e ainda cara fonte geradora de energia", diz o estudo. E conclui: "Não obstante, o uso do "Hidrogênio Verde" para a geração energética apresenta atributos que o projetam como uma possível fonte energética a ser utilizada com grande eficiência econômica em momento futuro próximo".

Segundo o consultor da Câmara, o interesse pelo uso de energias renováveis tem apresentado forte crescimento em todo o mundo, motivado principalmente, pelo aumento do temor quanto aos efeitos do aquecimento global, provocado pela emissão de gases de efeito estufa sobre o meio ambiente, sobre as atividades econômicas e sobre o bem-estar das pessoas.

Viegas cita em seu estudo que na Câmara apenas cinco projetos sobre o tema "hidrogênio" estão em tramitação. Um deles é o PL 513, apresentado em 4 de março de 2020 pelo deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), que dispõe sobre o incentivo a empresas de recuperação energética a partir de fontes alternativas. O levantamento de Vargas mostra que, no Senado, nenhum projeto trata do tema.
Fonte: Urabio
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas