Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Próxima semana será de frio intenso em grande parte do Brasil
Publicado em 25/06/2021 às 17h44
Foto Notícia
A partir de domingo (27), uma intensa massa de ar frio (de origem polar) deverá avançar pela Região Sul do Brasil e também por partes das regiões Centro-Oeste e sul da Região Norte. Esse evento será o 3º episódio de Friagem do ano. Com isso, as temperaturas sofrerão declínio acentuado.

No início da próxima semana, o frio deverá se intensificar ainda mais e atingir também a Região Sudeste e o restante da Região Centro-Oeste. Entre segunda-feira (28) e quarta-feira (30), há previsão de temperaturas negativas ao amanhecer nas serras gaúchas, catarinenses e no sul do Paraná. Nesse mesmo período, especialmente a partir da tarde do dia 28/06, há condições de queda de neve nas regiões serranas entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Além disso, entre terça-feira (29) e quarta-feira (30), as condições atmosféricas serão propícias para a formação de geada (moderada a forte) em uma ampla área da Regiões Sul e do Mato Grosso do Sul, podendo se estender até Mato Grosso e o sudoeste de São Paulo.

A Figura 1 ilustra as previsões das variações de temperatura do ar entre os dias 25 e 29/06 (1a); temperaturas mínimas no dia 29/06 (b) e neve acumulada às 09 horas (horário local) do dia 29/06 (c). Nota-se que, em praticamente todo o centro-sul do país as temperaturas tendem a ficar abaixo de 18°C (Acre, Rondônia e sul do Amazonas).








Figura 1 - Previsões do modelo numérico Cosmo 7 km para o dia 29/06 às 9 horas local: (a) variação da temperatura do ar entre os dias 25 e 29/06, (b) temperatura mínima e (c) neve acumulada.

Acesse as previsões detalhadas e os Avisos Meteorológicos aqui.
Fonte: Assessoria do INMET
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas