Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Após aumento no ICMS, gasolina chega a custar R$ 6,39 no DF
Publicado em 03/08/2021 às 11h00
Foto Notícia
Depois que a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre o litro de combustível aumentou, no domingo (1º/8), consumidores registraram crescimento do preço da gasolina nos postos do Distrito Federal. Em alguns locais, como no SIA, o litro chegou a custar R$ 6,39 nesta segunda-feira (2/8).

A base de cálculo do ICMS sofreu reajuste de R$ 5,737 para R$ 6,009, cerca de R$ 0,27. O custo é cobrado nas distribuidoras que repassam o combustível aos revendedores (postos). O novo valor é do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), o qual varia entre as unidades federativas, e é usado como base de cálculo para a cobrança do ICMS. A cada 15 dias, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publica o Ato Cotepe, com os valores do PMPF dos combustíveis em cada UF.

O etanol também sofreu reajuste, passando de R$ 4,86 para R$ 4,89, assim como o diesel comum, que antes custava R$ 4,663 e agora tem valor de R$ 4,696. A última revisão dos preços havia ocorrido em 16 de julho.

Paulo Roberto Correa Tavares, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindcombustíveis-DF), esclarece que o preço usado como base não é o único componente do valor final. "O preço é livre. Cada posto tem sua planilha de custo e venda", explicou.

Postos

No SIA, a gasolina chega a custar R$ 6,39, mas é possível encontrá-la mais barata em outros locais. No Setor C, em Taguatinga Norte, o combustível pode ser encontrado a R$ 5,59. Na avenida Hélio Prates, em Taguatinga, o litro chega a R$ 5,69, mesmo valor percebido na QNM 25 de Ceilândia.

Em Águas Claras, é possível encontrar a gasolina entre R$ 5,73 e R$ 5,79. No Eixo W Sul, o preço final pode chegar a R$ 5,89.

Centro-Oeste

Um levantamento relativo à primeira quinzena de julho, feito pela Ticket Log, mostra que a gasolina na Região Centro-Oeste era a mais cara do Brasil, com custo de R$ 6,022. Quando comparado a junho, o preço médio do combustível cresceu 0,94% nas bombas da região. O etanol, por sua vez, registrou o menor preço médio do território nacional, a R$ 4,631.
Fonte: Correio Braziliense
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas